Condenados três por furto de cargas de grãos em fazenda de Alto Taquari (MT)

Fonte: CenarioMT

Trio investigado por furtar cargas de grãos de fazenda em Alto Taquari é condenado a 38 anos de prisão

Três investigados na Operação Grãos de Ouro, da Delegacia da Polícia Civil de Alto Taquari, foram condenados na última semana a 38 anos de prisão, somadas as penas individuais, por associação criminosa, furto qualificado e lavagem de capitais.

A decisão, da Vara Única da Comarca de Alto Taquari, foi publicada no dia 23 de maio. A investigação da Polícia Civil identificou uma quadrilha especializada em furtos de grãos na região.

A Operação Grãos de Ouro, deflagrada em outubro passado, cumpriu prisão e buscas e o sequestro de bens móveis dos investigados. De acordo com as investigações, os autores eram funcionários de uma fazenda e montaram um esquema criminoso do qual participavam o gerente, balanceiro e um motorista, cada um com seu papel designado para atuar com o desvio e furto de grãos.

Os investigados passaram a ostentar uma condição de vida incompatível com ganhos financeiros pessoais, adquirindo bens imóveis e estabelecimentos comerciais na região.

Conforme a decisão judicial, três receberam penas pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa. E dois desses, ainda foram condenados também por lavagem de capitais. Um deles recebeu pena total de 16 anos; outro de 13 anos e o último foi condenado a nove anos de prisão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A decisão do juiz Anderson Fernandes Vieira determinou que o trio deve permanecer detido, sem direito de recorrer da sentença em liberdade. Entre as considerações na sentença, o juiz apontou, conforme as informações do processo, que um dos réus ameaçou testemunhas.

Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.