Advogado e professora morrem após capotamento de caminhonete em rodovia

0

O advogado Cláudio Santos Alves, de 71 anos, e a esposa, que é professora, Cleide Gaudência, 68 anos, morreram em um acidente de caminhonete no município de Cáceres (a 220 quilômetros de Cuiabá), na quinta-feira (19). Ambos eram moradores de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

Segundo informações preliminares, o casal seguia para uma fazenda, na BR-070, quando o advogado perdeu o controle do veículo e capotou. As circunstâncias do acidente deverão ser apuradas pela Perícia Técnica (Politec). Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML).


-Continua depois da publicidade ©-

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e a subseção de Várzea Grande lamentam a morte do advogado e esposa, formada em Letras e ex-diretora de um colégio particular.

Claudio Silva era secretário geral adjunto da Comissão de Assuntos Fundiários da OAB-MT, representante da OAB Várzea Grande no Conselho de Recursos Fiscais da Prefeitura Municipal, pai da advogada Gisele Gaudêncio, atuava nas áreas tributária, ambiental, civil e agronegócio.


-Continua depois da publicidade ©-

“A OAB Várzea Grande registra seu reconhecimento e agradecimento aos serviços prestados pelo advogado e decreta luto oficial de três dias. Em nome da advocacia mato-grossense, a OAB-MT externa seu sentimento de pesar à família, em especial à advogada Gisele Gaudêncio, aos amigos e colegas do casal”, diz trecho da nota de pesar.