;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;

 

Uma residência localizada na rua Amazonita no bairro Téssele Júnior foi novamente alagada, causando prejuízo enorme aos moradores.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Devido a forte chuva que caiu em Lucas do Rio Verde durante a madrugada desta quarta-feira (16) uma forte enxurrada invadiu a residência onde dormiam seis pessoas, entre adultos e crianças. A água invadiu todos os cômodos destruindo todos os móveis do local.
Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Esse ano é a segunda vez que os moradores sofrem com o alagamento. No final de fevereiro a água da chuva que acabou acumulando no pátio de uma algodoeira, estourou o muro, causando um grande estrago.


-Continua depois da publicidade ©-

Na época o proprietário da empresa ressarciu os moradores e fez um sistema de drenagem, ligando a rede pluvial instalada pela prefeitura na rua Amazonita, com o intuito de escoar a água e evitar novos prejuízos.

Porém, a tubulação colocada no sistema não foi suficiente para o vazamento da água das chuvas dessa madrugada.

O proprietário da empresa, Renato Duarte, esteve no local e garantiu que novamente irá ajudar a família e cobrou do Poder Público uma solução para o problema.

De acordo com o empresário, a empresa foi instalada no Setor Industrial há mais de 20 anos, antes mesmo da construção do bairro Téssele Júnior. Na visão do mesmo, faltou por parte da prefeitura a época, fazer um estudo mais aprofundado para evitar o problema.

Antes de ser feito o loteamento, não existia muro e somente uma cerca fazia a divisa do pátio de minha empresa. A água escoava e não acumulava no pátio. O Poder Público precisa resolver essa situação com urgência”, argumento Duarte.

O Secretário de Infraestrutura e Obras, Gerson Odair Franke, esteve no local avaliando a situação e afirmou que será necessário tomar medidas urgentes para resolver o problema, tendo em vista que a tubulação instalada não foi o suficiente para o escoamento da água.