Faxineira matogrossense faz campanha para filho comprar passagem e estudar em Portugal

0
Foto: David da Silva Ferreira de Sousa/Arquivo pessoal

Uma faxineira de Sorocaba (SP) está arrecadando dinheiro para ajudar o filho mais velho a realizar o sonho de cursar uma faculdade na cidade de Bragança, em Portugal.

David da Silva Ferreira de Sousa está no sexto semestre do curso de publicidade na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, faz estágio na área e complementa a renda com “freelas” de fotógrafo em festas.

-- --

Depois de duas tentativas, o jovem foi selecionado para estudar no exterior através de uma parceria entre a UFMT e universidades estrangeiras.

De acordo com ele, são diversas vagas, principalmente na América do Sul, e cada faculdade tem os seus próprios requisitos. Além disso, os estudantes devem atender aos critérios de excelência do curso, que são definidos pelo colegiado.


-Continua depois da publicidade ©-

“No meu caso, o coeficiente devia ser acima de 7, não ter mais do que duas disciplinas reprovadas e estar entre 20% e 80% de conclusão do curso. No semestre anterior, eu tentei, mas minha pontuação foi somente 8,9. Como era algo que queria muito, foquei e consegui subir para 19,8, ficando em 3º lugar no ranking geral da UFMT”, conta.

A modalidade do curso é conhecida como “graduação sanduíche”, ou seja, David vai cursar um semestre de arte e design em Portugal e, em seguida, voltará para Cuiabá para defender o TCC. As aulas em Bragança terão início em fevereiro de 2020.

Como o estudante conseguiu bolsa total, que inclui as taxas acadêmicas, alimentação e hospedagem no próprio dormitório da faculdade, a família precisa de cerca de R$ 2.500 a R$ 3 mil para comprar a passagem aérea de ida e volta, além de arcar com outros custos obrigatórios, como passaporte, visto e seguro de vida.

“Ver meu filho realizar esse sonho é uma felicidade que não cabe no coração, porque nunca tive a chance de estudar. Meus pais não tinham condições, desde pequena trabalhei na roça e perdi minha mãe muito pequena, só tinha 5 anos de idade. Então, o que eu não pude ter, que é o estudo, quero dar aos meus filhos”, comenta a mãe.

Quem quiser ajudar a família pode entrar em contato com Zélia pelo celular (15) 99754-7471 ou com David através do número (15) 99835-6396.