Rompimento de barragem em Livramento não atinge corpo hídrico

A lâmina de aproximadamente 10cm percorreu apenas áreas já antropizadas: áreas destinadas à pastagem ou de uso do próprio empreendimento.

0
Técnicos verificam os danos — Foto: Sema-MT/ Assessoria

A Secretaria de Estado Meio Ambiente (Sema) informa que, por meio das coordenadorias de Mineração e Fiscalização de Empreendimentos, identificou que o rompimento de barragem de mineração em Nossa Senhora do Livramento não atingiu drenagens, corpos hídricos ou áreas de preservação permanente (vegetação nativa). A lâmina de aproximadamente 10cm percorreu apenas áreas já antropizadas: áreas destinadas à pastagem ou de uso do próprio empreendimento.

A empresa VM Mineração foi notificada a paralisar todas as atividades e apresentar relatório circunstanciado apresentando causa e efeito do ocorrido e detalhamento das ações emergenciais em curso para correção total do problema. O empreendimento possui licença de operação válida até julho de 2021 e atua na extração de ouro, sendo que a barragem onde ocorreu o rompimento é destinada a rejeito composto de material silto areno, com cerca de 80% sólido e 20% de líquido. O rejeito da barragem não possui contaminantes.


Continua depois da publicidade-pix


Também participaram das inspeções, Energisa, Defesa Civil do Estado de Mato Grosso, Agência Nacional de Mineração, Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema), Prefeitura de Nossa Senhora do Livramento e equipe de profissionais da mineradora. A Sema se coloca à disposição da sociedade mato-grossense e reforça seu compromisso com a conservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável do Estado.

-Continua depois da publicidade ©-

Rompimento da barragem deixou moradores sem energia em Mato Grosso

 





-Patrocinador-