Morre aos 88 anos João Petroni, diretor-presidente do Grupo Barralcool

0

Morreu, na madrugada deste sábado (17), aos 88 anos, João Nicolau Petroni, presidente do Grupo Barralcool. Ele estava em sua casa, na cidade de Cuiabá. Petroni foi fundador e primeiro presidente do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindalcool-MT), se tornando um dos principais nomes para o setor sucroenergético do estado.

Natural de Birigui, São Paulo, João Nicolau residia em Mato Grosso desde 1967. Por conta de seu legado, em 2013, foi premiado na categoria “Mais Influentes do setor sucroenergético” pelo MasterCana Brasil 2013, em São Paulo.


Continua depois da publicidade

Por meio de nota, o atual presidente do Sindalcool-MT, Silvio Cezar Pereira, lamentou a morte. “O sr. João Nicolau presidiu a Barralcool desde sua fundação, em 1980, e sempre foi um homem respeitado nacionalmente pelo seu trabalho incansável em prol do desenvolvimento do setor sucroenergético”, afirma.

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) também prestou condolencias aos amigos e familiares de Petroni.

-Continua depois da publicidade ©-

Além de fundador do Sindalcool-MT e da Barralcool, João Petroni assumiu os cargos de diretor e de vice-presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), entre outras iniciativas, sempre lutando pela melhoria da atividade sucroalcooleira.

Também em nota, a Fiemt considerou “imensurável” a contribuição dada por Petroni no desenvolvimento do Estado. “O legado de Petroni tem uma enorme dimensão, e as sementes que ele plantou vão continuar gerando frutos por décadas. Fica registrado o nosso reconhecimento por esse homem que uniu, como poucos, o talento para empreender e prosperar à preocupação em garantir o desenvolvimento social e econômico à sua volta. Seu falecimento é uma enorme perda. Mas sua vida conosco foi um honroso presente”, declarou Gustavo de Oliveira, presidente da Federação.

O velório será hoje (17) a partir das 13h, no Projeto Social Doce Vida em Barra do Bugres (a 165 km de Cuiabá). O enterro será domingo (18), a partir das 8h, no cemitério central de Barra do Bugres.

João Nicolau deixa a esposa, a senhora Zulmira, com quem foi casado durante 68 anos, quatro filhos, netos e bisnetos.





-Patrocinador-