As Polícias Milita e Civil, detiveram na madrugada dessa segunda-feira (01) cinco suspeita de, supostamente, ter envolvimento com o crime de homicídio que tirou a vida do agente penitenciário Elison Douglas das Silva, de 37 anos.

A vítima foi alvejada com pelo menos 22 disparos de arma de fogo, possivelmente pistola calibre 380. Os tiros atingiram as costas de Elison.

O crime como noticiado pelo portal CenárioMT, ocorreu por volta das 21h15 em frente à casa do servidor público, na Rua Safira, bairro Téssele Júnior.

De acordo com informações do Tenente PM Afrânio, após o ocorrido, as polícias militar e civil iniciam as buscas a procura dos principais envolvidos na execução do agente penitenciário.

“Começamos a receber denúncias e a gente com algumas informações, conseguimos lograr êxito em localizar alguns suspeitos. Eles podem estar envolvidos nesse crime e cabe agora a polícia civil dar continuidade as investigações”, disse o militar.

Os suspeitos foram detidos no bairro Téssele Júnior e agora estão à disposição da justiça.



Entre os suspeitos, um menor de idade foi apontado como participante do crime. Ele teria chegado em sua casa correndo, logo após o crime. Os policiais foram até sua residência, onde ele confirmou a participação no homicídio e afirmou que teria sido convidado por um dos outros suspeitos. Todos suspeitos foram encaminhados à delegacia da cidade para as devidas providências.

A funerária responsável pelos procedimentos fúnebres ainda não confirmou sobre o velório.