Instituto Santa Rosa pode deixar a gestão das Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) do hospital São Lucas de Lucas do Rio Verde-MT por falta de recursos. A informação foi repassada pelo presidente da Fundação Luverdense de Saúde, Claudemir Boff, ao portal CenárioMT.

No início do mês de fevereiro, o Instituto Santa Rosa assumiu a gestão das UTI’s, mas devido ao atraso nos pagamentos que deveriam ser feitos pelo governo do Estado, a instituição estaria enfrentando dificuldades para manter, por exemplo, a folha de pagamento de funcionários e dos serviços médicos.

Quando iniciou os trabalhos em Lucas do Rio Verde-MT, o diretor administrativo do Santa Rosa, Paulo Rogério Pitaluga dos Santos, afirmou durante coletiva à imprensa que o Instituto contava com um fundo de caixa para conseguir gerir os serviços por pelo menos 90 dias, até que os repasses do governo do Estado fossem normalizados.

Porém, até agora, o governo repassou somente os valores referentes aos meses de janeiro e fevereiro, o equivalente ao montante de R$ 1.092.200,00 (Hum milhão noventa e dois mil e duzentos reais). O valor foi transferido na conta da prefeitura municipal, que fez o repasse integral para o hospital.

Em contrapartida, o poder público municipal faz o repasse mensal de R$ 150 mil para ajudar na manutenção das UTI’s. De acordo com assessores da prefeitura municipal, a expectativa é de que o governo repasse no começo de julho mais duas parcelas referentes aos meses de março e abril, tendo em vista que “o serviço de UTI é instalado, organizado e financiado pelo estado, acrescentou a assessoria.

Além de pacientes de Lucas do Rio Verde, as unidades de tratamento intensivo recebem pacientes de diversas cidades de Mato Grosso.

A diretoria da Fundação Luverdense de Saúde deve se reunir na tarde dessa segunda-feira (17) para debater sobre a atual situação financeira das UTI’s.

Nossa equipe manteve contato via WatsApp com a gestora do Hospital São Lucas, Gabriela Refatti, onde a mesma informou que há uma negociação a fim de evitar o fechamento das UTI’s.

Nossa reportagem manteve contato com a assessoria de imprensa do Grupo Santa Rosa, porém, apenas fomos informados que o Instituto não tinha ainda, um posicionamento para passar.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) informou, ao CenárioMT, através de sua assessoria, que pactuou com o município de Lucas do Rio Verde, no mês de março deste ano, um termo de compromisso para adequação de critérios para prestação de contas de serviços de UTIs realizados por este município.

A SES-MT informou ainda que os documentos relativos à prestação de contas foram enviados pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde no final da semana passada e passam por análise técnica de médicos supervisores, para posterior pagamento dos meses relativos aos serviços executados – o que deve ser realizado com a máxima brevidade.

Estão em funcionamento no hospital São Lucas 20 leitos das unidades de tratamento intensivo, sendo 10 neonatais e 10 unidades adultos. 80% dos pacientes são atendidos com recurso provindos das AIH/SUS (Autorização de Internação Hospitalar do Sistema Único de Saúde).