ALMT assina contratos de quase R$ 10 milhões para viagens aéreas e fretamento de aeronave para deputados

0

Dados disponibilizados no Portal Transparência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) apontam que o órgão firmou neste ano contratos com uma empresa especializada em fretamento de aeronaves e com um agência de viagens, que, juntos, somam quase R$ 10 milhões.

A reportagem pediu um posicionamento da Assembleia sobre os contratos, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.

O primeiro contrato no valor de R$ 4.746.168,00 prevê a disponibilização de um avião com capacidade mínima para quatro pessoas, para atender a demanda da ALMT. O tempo de duração do contrato é de 180 dias a contar da assinatura.

O valor por cada km de voo previsto no contrato é de R$ 12,90 e a distância passa a ser contada no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, de onde partiriam todos os voos fretados.

O segundo contrato também prevê a prestação de serviços de viagens, porém, em voos comerciais oferecidos por operadoras de viagens.

O contrato no valor de R$ 5,2 milhões foi firmado com uma agência de viagens, responsável pela emissão e remarcação de cancelamentos das passagens aéreas.

O contrato firmado com essa agência também inclui o pagamento de R$ 650 mil para a emissão, remarcação e cancelamentos de passagens rodoviárias.

Além desses serviços, a ALMT mantém o contrato com uma locadora que fornece caminhonetes aos parlamentares, para que eles possam viajar para o interior do estado. O valor firmado é de R$ 4,5 mil mensais por veículo.

Cada deputado tem uma caminhonete à disposição. Ou seja, um custo de R$ 108 mil por mês, com a disponibilização de 24 veículos.