Parlamentares lançam campanha em busca de soluções para Santa Casa

0
Foto: Reprodução

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador  Misael Galvão (PSB), recebeu na manhã desta segunda-feira (04) a nova  diretoria da Santa Casa de Misericórdia. O encontro foi marcado pelo vereador Toninho de Souza (PSD) a fim de buscar uma solução para resolver o imbróglio vivenciado pela unidade de saúde, que não estaria realizando atendimentos por conta do acumulo de dívidas.

O movimento “Santa Casa de Portas Abertas” busca mobilizar o Poder Público, sociedade e o setor empresarial a resgatar a credibilidade da Santa Casa de Misericórdia e dar fôlego à instituição.


Continua depois da publicidade

“A partir de agora nós vereadores em conjunto com esta equipe que representa os funcionários da Santa Casa de Misericórdia, iremos conversar com o Prefeito Emanuel Pinheiro, para que possamos garantir que os serviços do município venham para a Santa Casa, e que tenha o pagamento em dia destes atendimentos prestados. A partir dessa garantia a direção da Santa Casa irá negociar com os servidores para que eles voltem ao trabalho. Demos o primeiro passo para que possamos buscar meio para a reabertura da Santa Casa, que é importantíssima para a população da nossa Capital e para pacientes do estado de Mato Grosso”, explicou Toninho.

Atualmente, a Santa Casa de Cuiabá faz 60% dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (Sus). A unidade alega sofrer com a falta de recursos para honrar com os seus compromissos. Por conta disso, diz ter acumulado dívidas com fornecedores o que levou a unidade de saúde a fechar as portas.

-Continua depois da publicidade ©-

A Prefeitura de Cuiabá rebateu o ex-presidente da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, Antônio Preza, que emitiu uma carta de renúncia no último dia 29, alegando dificuldades financeiras extremas no hospital filantrópico. Segundo a gestão de Emanuel Pinheiro (MDB), a dívida da instituição para com o município chega a quase R$ 21 milhões. Além disto, a emenda federal de R$ 12,4 milhões, cobrada pelo ex-mandatário, seria de uso do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC).

Renúncia

O médico Antônio Preza decidiu renunciar à presidência da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. A decisão foi comunicada no dia 29. Com isto, o vice-presidente Carlos Coutinho ficará encarregado de tocar o hospital filantrópico. Um dos motivos seria o não repasse de uma emenda federal, que estaria parada na conta do Fundo Municipal de Saúde.

Ao todo, Preza esteve durante seis anos no comando da Santa Casa. “Foi uma experiência inimaginável para minha vida, mas nos últimos tempos estamos passando por dificuldades financeiras extremas que seriam amenizadas com a liberação da emenda parlamentar que já está na Prefeitura Municipal de Cuiabá, alocada pela bancada federal de MT e que não conseguiu que essa liberação ocorresse”.

Nos últimos anos, a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá tem lutado para conseguir pagar as contas. A grave crise financeira tem causado atrasos nos pagamentos. O fato culminou em diversas greves deflagradas.

Uma emenda da bancada federal, no valor de R$ 12,4 milhões, estaria parada na conta do Fundo Municipal de Saúde e não foi repassada para o hospital. Este teria sido um dos motivos que fez Preza renunciar.

Porém, consta do Fundo Nacional de Saúde (FNS) que este montante teria de ser repassado ao Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (HSMC).





-Patrocinador-