Jair Bolsonaro compartilha vídeo de padre cuiabano

0

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), compartilhou em seu perfil no Twitter, na segunda-feira (7), uma publicação do padre Paulo Ricardo, que atua na Catedral Metropolitana de Cuiabá, que defende o armamento da população. O post original foi feito no último dia 6, no perfil do padre no Twitter, que tem 171 mil seguidores. No Facebook, são mais de 1,5 milhão.

 


Na postagem, o padre divulga um vídeo que gravou em 2011, intitulado “Igreja Católica e o desarmamento”, onde começa lembrando o referendo ocorrido em 2005, em que o direito das pessoas possuírem armas saiu vitorioso, porém, não foi colocado em prática. O padre destaca que o tema voltou à tona, após chacina em uma escola de Realengo, no Rio de Janeiro, em 2011.

 

Segundo o padre, o caso de Realengo foi utilizado por grupos contra o desarmamento para promover um novo referendo e tentando “emplacar” a ideia de que a religião “é coisa perigosa” pelo fato de ter sido descoberto no autor da chacina um perfil de fanatismo religioso. “Estão se aproveitando, no trem da alegria, para tentar emplacar um plebiscito sobre o desarmamento porque eles perderam aquele primeiro”, afirma o padre Paulo Ricardo, no vídeo.

  Prefeito e Presidente da Câmara de Vereadores de Nova Mutum vão a Brasília cobrar da ANTT agilidade nas obras da travessia urbana

 

Ele classifica o argumento do desarmamento como “falácia” porque o autor da chacina possuía armas ilegais e estas já possuem destino certo no ordenamento jurídico atual. A maioria delas está nas mãos dos bandidos e devem ser apreendidas pela Polícia, defende o padre.






| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui