Dia das mães: Descubra como o Yoga ajuda a estreitar laços maternos

O Yoga é muito importante durante a gestação, mas após ela, ele também ajuda a melhorar a conexão entre mãe e bebê, afirma a professora de Yoga, especializada no Método Kaiut Yoga, Bruna Tiboni Kaiut

Fonte: MF Press Global

Bruna Tiboni Kaiut e filho
Bruna Tiboni Kaiut (MF Press Global)

Neste domingo, dia 12 de Maio, é comemorado o Dia das Mães, uma data importante que homenageia o amor incondicional das mães pelos seus filhos em todo o mundo.

Todo esse carinho se reflete nos cuidados que a mãe tem com o bebê desde a sua concepção, o que é fundamental para estreitar os laços mãe-bebê logo nos primeiros meses de vida da criança.

O Yoga, uma prática milenar de saúde integral, possui um importante papel nesse processo, ajudando a mãe a ter um pós-parto saudável e fortalecer a conexão com o bebê, explica a professora de Yoga, especializada no Método Kaiut Yoga, Bruna Tiboni Kaiut.

“O Yoga ajuda bastante na construção da conexão entre mãe e bebê nos primeiros meses após o parto. A prática oferece um espaço para a mãe se reconectar consigo mesma enquanto fortalece os laços com seu bebê”.

[Continua depois da Publicidade]

Pós-parto: Uma fase delicada para a mãe e o bebê

O período do pós-parto é uma fase muito delicada tanto para a mãe quanto para o bebê, exigindo cuidados especiais para garantir o equilíbrio físico e mental de ambos, afirma Bruna Tiboni Kaiut.

“Investir nesse cuidado durante essa fase ajuda a fortalecer a conexão entre mãe e bebê, prevenindo complicações como a depressão pós-parto. E o Yoga cumpre um papel importante nesse processo, através de técnicas respiratórias, meditativas e posturas corporais, podendo ser iniciado pouco tempo após o parto, sempre com liberação médica, e ajudando a recuperar o tônus corporal da mulher, mas também sua autoestima e fortalecendo a sua saúde mental para conseguir viver essa nova fase tão especial”, afirma Bruna.

Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues, Colunista do Cenário MT é um Pós-doutor e PhD em neurociências eleito membro da Sigma Xi, The Scientific Research Honor Society e Membro da Society for Neuroscience (USA) e da APA - American Philosophical Association, Mestre em Psicologia, Licenciado em Biologia e História; também Tecnólogo em Antropologia com várias formações nacionais e internacionais em Neurociências e Neuropsicologia. É diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito (CPAH), Cientista no Hospital Universitário Martin Dockweiler, Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, Membro ativo da Redilat, membro-sócio da APBE - Associação Portuguesa de Biologia Evolutiva e da SPCE - Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Membro Mensa, Intertel e Triple Nine Society, sociedades de pessoas com alto QI.