Iphone 2024: Rachaduras finas não são mais cobertas pela garantia

Fonte: CenárioMT

Apple é multada por coletar dados de usuários sem autorização
Créditos: Tim Cook / Apple

Tela trincada no iPhone ou Apple Watch? Prepare a carteira!

Iphone 2024: Rachaduras finas não são mais cobertas pela garantia

Para quem vive com o medo constante de trincar a tela do iPhone, a notícia é péssima: esses pequenos acidentes chatos não serão mais cobertos pela garantia padrão da Apple. De acordo com um vazamento publicado pelo site 9to5Mac, a empresa agora classifica rachaduras finas como “danos acidentais”, o que significa que o usuário terá que arcar com os custos do conserto.

Mas calma, não é o fim do mundo!

É importante lembrar que a garantia de um ano da Apple nunca cobriu “danos estéticos” como arranhões, amassados e plástico quebrado nas entradas. A menos que você provasse que o defeito era culpa do material ou fabricação da Apple, o conserto ficaria por sua conta.

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

No entanto, rachaduras finas isoladas, sem teia de aranha ou ponto de impacto evidente, sempre foram consideradas defeitos da tela. Nesses casos, o conserto podia sair de graça (ainda que a experiência pudesse variar dependendo da loja da Apple ou assistência técnica).

O que mudou?

Segundo fontes anônimas do 9to5Mac, a Apple está orientando lojas autorizadas e assistências a tratarem todas as rachaduras finas como danos acidentais. Isso significa que, para consertar o seu aparelho, você terá que colocar a mão no bolso.

Quanto custa o conserto?

Para você ter uma ideia do gasto, um conserto de tela de iPhone fora da garantia varia de US$ 129 (para modelos antigos) até US$ 379 (para o iPhone 15 Pro Max). Com o Apple Care Plus, esse valor cai para US$ 29 para todos os modelos.

Já para o Apple Watch, o site de estimativas de reparo da Apple não separa o custo da tela, categorizando-o como “outros danos”. O preço, nesse caso, varia de US$ 249 a US$ 800 dependendo do modelo, mas cai para US$ 69 a US$ 79 com o Apple Care Plus.

E agora? O que fazer?

Iphone 2024: Rachaduras finas não são mais cobertas pela garantia

Embora a mudança possa parecer chata à primeira vista, é importante lembrar que a Apple vem tomando algumas atitudes positivas em relação a reparos nos últimos anos, em parte devido à pressão de movimentos “direito ao conserto”.

1. Programa de Autorreparo: Em 2022, a empresa lançou o programa de Autorreparo, que permite aos usuários consertarem bateria, tela e câmeras do iPhone. A iniciativa é um passo na direção certa, mas ainda gera dúvidas sobre a praticidade e o custo real do processo.

2. Limite de preço para conserto da parte traseira do iPhone 15 Pro: A Apple também limitou o conserto da parte traseira quebrada do iPhone 15 Pro para US$ 199, uma redução de quase US$ 350. Isso mostra que a empresa está disposta a revisar seus preços e oferecer soluções mais acessíveis aos usuários.

3. Reparo com peças usadas originais: E tem mais: em abril, a Apple anunciou que, no final deste ano, vai permitir o conserto de iPhones com peças usadas originais em alguns modelos selecionados. Essa iniciativa é um grande avanço para a sustentabilidade e o direito ao conserto, pois oferece uma alternativa mais barata e ecológica aos reparos tradicionais.

A mudança na política de garantia para rachaduras finas em iPhones e Apple Watches é decepcionante, mas não significa que a Apple esteja totalmente despreocupada com o direito ao conserto. A empresa vem tomando algumas iniciativas importantes para tornar os reparos mais acessíveis e sustentáveis, e essa tendência deve continuar no futuro.

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

Dicas para evitar rachaduras na tela do seu iPhone ou Apple Watch:

  • Use uma capa protetora de boa qualidade.
  • Evite quedas e impactos bruscos no aparelho.
  • Não guarde o seu iPhone ou Apple Watch em bolsos apertados ou junto com outros objetos que possam riscar a tela.
  • Se notar uma rachadura na tela, procure um serviço de reparo autorizado o mais rápido possível para evitar que o problema se agrave.

Lembre-se:

  • A garantia padrão da Apple ainda cobre defeitos de fabricação, como problemas de bateria, tela e outros componentes.
  • O Apple Care Plus oferece cobertura adicional para acidentes, incluindo rachaduras na tela.
  • Você pode encontrar mais informações sobre os programas de reparo da Apple no site da empresa.

O dilema da tela trincada: Apple Care Plus vs. Faça Você Mesmo (DIY)

Iphone 2024: Rachaduras finas não são mais cobertas pela garantia
Créditos: Apple

A notícia da mudança na política de garantia da Apple para rachaduras finas levanta a questão do custo-benefício do Apple Care Plus e do programa de Autorreparo. Vamos analisar ambos os lados para te ajudar a decidir a melhor opção para o seu caso.

Apple Care Plus:

  • Vantagens:
    • Cobertura para acidentes, incluindo rachaduras na tela, com franquia baixa (US$ 29 para todos os modelos de iPhone).
    • Suporte técnico telefônico prioritário.
    • Assistência em lojas Apple ou por correio.
    • Cobertura para até dois incidentes de danos acidentais a cada período de 12 meses.
  • Desvantagens:
    • Custo anual (varia de acordo com o modelo do dispositivo).
    • Nem todos os acidentes são cobertos (por exemplo, danos causados por líquidos).
    • Precisa ser adquirido no momento da compra do aparelho ou pouco depois (dentro de 60 dias).

Programa de Autorreparo:

  • Vantagens:
    • Potencialmente mais barato que o Apple Care Plus, dependendo do custo das peças e da sua habilidade manual.
    • Maior autonomia no processo de reparo.
    • Sustentabilidade: você dá uma nova vida ao seu dispositivo ao invés de substituí-lo.
  • Desvantagens:
    • Requer conhecimento técnico e habilidades manuais para realizar o conserto com sucesso.
    • A Apple não se responsabiliza por danos causados durante o Autorreparo.
    • Disponibilidade limitada de peças genuínas.
    • Pode ser demorado e frustrante para usuários sem experiência em reparos.

Qual opção escolher?

A melhor opção depende do seu perfil e prioridades. Se você:

  • É propenso a acidentes e quer a tranquilidade de uma cobertura abrangente, o Apple Care Plus pode ser uma boa escolha.
  • Tem habilidades manuais e gosta de “botar a mão na massa”, o programa de Autorreparo pode ser uma opção interessante (desde que você esteja confortável com os riscos envolvidos).
  • Prefere uma solução econômica e sustentável, mas não se sente seguro realizando o reparo sozinho, talvez seja interessante pesquisar serviços de assistência técnica independentes autorizados pela Apple.

Além disso, é importante considerar o seu modelo de iPhone ou Apple Watch. O custo do Apple Care Plus varia de acordo com o dispositivo, e o programa de Autorreparo ainda está em fase inicial, com disponibilidade limitada de peças para determinados modelos.

Dicas finais:

  • Avalie o seu histórico: Você já precisou de reparos por acidentes no passado? Se sim, o Apple Care Plus pode ser um investimento válido.
  • Considere o seu orçamento: O custo anual do Apple Care Plus pode ser alto para alguns usuários. Calcule se o valor da franquia para o conserto fora da garantia seria mais vantajoso.
  • Informe-se sobre o programa de Autorreparo: Leia os tutoriais da Apple e assista a vídeos de reparo online para avaliar a complexidade do processo antes de se aventurar.
  • Pesquise preços: Compare os custos do Apple Care Plus, do programa de Autorreparo e de serviços de assistência técnica independentes para encontrar a opção mais econômica.

Ao tomar uma decisão informada, você poderá lidar com a chatice de uma tela trincada no seu iPhone ou Apple Watch de forma mais tranquila e econômica.