Mulher resiste a encontro forçado e sofre atentado

Negar "romance" em bar de Maceió acaba em atentado

Fonte: DA REDAÇÃO

Revolver - Foto por Pixabay
Revolver - Foto por Pixabay

Se você acha que já ouviu histórias estranhas, espere até ouvir esta. Aconteceu no bairro Petrópolis, em Maceió, na madrugada de sábado (29), quando uma mulher de 31 anos decidiu que um cara que conheceu em um bar não era exatamente o príncipe encantado que ela estava esperando.

O Encontro Improvável

Nossa heroína estava em um bar, tranquilamente bebendo com uma amiga, quando um cavalheiro desconhecido surgiu. Depois de algum flerte – provavelmente não tão suave quanto ele imaginou – ele teve a audácia de chamar um carro por aplicativo para eles. Ele então tentou levá-la para uma romântica… região de mata?! Parece que alguém confundiu o significado de um passeio na natureza.

Quando o “Não” é Ignorado

A dama, evidentemente, negou a proposta tentadora, o que irritou nosso “Don Juan” mal orientado. Segundo relatório do Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), em resposta à recusa, a mulher foi agredida e, inacreditavelmente, atingida por um tiro na boca. Parece que alguém não leu o manual de boas maneiras.

Apoio e Fuga

Felizmente, bons samaritanos socorreram a vítima, levando-a à Unidade de Pronto Atendimento da Chã da Jaqueira (UPA) e, em seguida, ao Hospital Geral do Estado (HGE). E nosso “cavalheiro”? Ele fugiu e, até o momento, continua desaparecido.

Em meio a todas essas estranhezas, uma coisa é certa: sempre dizemos que a honestidade é a melhor política, mas nesse caso, uma pequena mentira – “Eu tenho que ir para casa, minha tartaruga está com febre” – poderia ter sido uma opção mais segura.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Entre no grupo do CenárioMT no WhatsApp e receba notícias diariamente – Clique Aqui!