Vídeo em câmera lenta mostra cobra cuspideira em ação

Fonte: CenarioMT

São predadores fantásticos e engenhosos, mas são vulneráveis a ataques.
São predadores fantásticos e engenhosos, mas são vulneráveis a ataques.

Um vídeo em câmera lenta mostra em detalhes uma cobra cuspideira em ação. Veja o vídeo abaixo.

As imagens mostram uma cobra cuspideira de Moçambique (Hemachatus haemachatus) ou Naja mossambica, como também é conhecida. É nativa da África.

São cobras que medem entre 1 a 2 metros e geralmente são encontradas em savanas úmidas, pastagens e florestas. Sempre procuram roedores, ave, lagartos e outras serpentes menores para se alimentarem.

Sua poderosa peçonha (veneno) é composta por  neurotoxina que paralisa o sistema nervoso e causa parada respiratória de suas presas (vítimas) a levando a morte.

[Continua depois da Publicidade]

Com o seu poderoso jato de veneno, a cobra cuspideira mira nos olhos de suas presas e as deixa praticamente cegas.

A Cobra

Cobra é uma denominação genérica, utilizada frequentemente na língua portuguesa como sinônimo para serpente, enquanto cobra-(de-) capelo designa serpentes (muito venenosas), da família Elapídeos, que, quando excitadas, dilatam a região cervical em jeito de capelo ou capuz de um monge (nas restantes línguas europeias, cobra designa as cobras-capelo, por truncamento a partir da palavra portuguesa).

A maior parte das cobras-capelo põe ovos e a maior parte delas os abandona pouco depois da ovoposição. No entanto, algumas espécies são ovovivíparas e retêm os ovos dentro dos seus corpos até se encontrarem prestes a nascer.

Recentemente, foi confirmado que várias espécies de cobras-capelo desenvolvem os seus descendentes completamente dentro de si, nutrindo-os através de uma placenta e um saco amniótico.

Uma das espécies preferidas entre os encantadores de serpentes, vive aproximadamente por 15 anos e pode medir até três metros. As fêmeas podem botar até 30 ovos por ninhada, que permanecerão incubados entre 60 a 80 dias.
Uma das espécies preferidas entre os encantadores de serpentes, vive aproximadamente por 15 anos e pode medir até três metros. As fêmeas podem botar até 30 ovos por ninhada, que permanecerão incubados entre 60 a 80 dias. Foto: divulgação/Internet.

A retenção de ovos e os partos ao vivo são normalmente, mas não exclusivamente, associados a climas frios, sendo que a retenção dos descendentes dentro da fêmea permite-lhe controlar as suas temperaturas com maior eficácia do que se estes se encontrassem no exterior. (Fonte: Wikipédia).

Se você gostou deste post: Vídeo mostra a força implacável do leopardo – vai gostar também de ler esta notícia: Cobra cascavel mostra imponência ao chacoalhar guizo

Siga-nos no Facebook Twitter para se manter informado com as notícias de hoje!

Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.