Jacaré e capivara mostram que é possível viver em paz no Pantanal

Fonte: CenarioMT

Jacaré e capivara mostraram que é possível, sim, também viver momentos de paz no Pantanal em Mato Grosso (MT).
Jacaré e capivara mostraram que é possível, sim, também viver momentos de paz no Pantanal em Mato Grosso (MT).

Jacaré e capivara mostraram que é possível, sim, também viver momentos de paz no Pantanal em Mato Grosso (MT). É o que mostra um vídeo gravado no bioma da maior diversidade ecológica do Brasil.

De um lado, o jacaré, o maior predador dos rios pantaneiros, enquanto do outro lado, porém, no mesmo banco de terra em meio as águas, algumas capivaras, animais esses que estão entre as principais refeições do aligátor e das onças-pintadas.

As imagens foram postadas no perfil @PantanalOficial, no Instagram.

No dia ensolarado, as capivaras estavam tão a vontade ao lado dos jacarés, que chegaram a adormecer no local. Assista:

[Continua depois da Publicidade]

O Jacaré

Jacaré, também chamado aligátor e caimão, são crocodilianos da família Alligatoridae, sendo muito parecidos com os crocodilos, dos quais se distinguem pela cabeça mais curta e larga e pela presença de membranas interdigitais nos polegares das patas traseiras.

Diferenciam-se dos crocodilos ainda com relação à dentição, o quarto dente canino da mandíbula inferior encaixa num furo da mandíbula superior, enquanto que nos crocodilos sobressai para fora, quando têm a boca fechada.

Os jacarés habitam as Américas, tendo desaparecido da Europa no Plioceno. Na América do Norte, ocorre, somente, o gênero Alligator.

A jacaretinga apresenta a mais ampla distribuição geográfica entre os crocodilianos (jacarés) do Novo Mundo, ocorrendo desde o sul do México até o norte do Brasil e do Peru.

Os jacarés habitam as Américas, tendo desaparecido da Europa no Plioceno. Na América do Norte, ocorre, somente, o gênero Alligator.
Os jacarés habitam as Américas, tendo desaparecido da Europa no Plioceno. Na América do Norte, ocorre, somente, o gênero Alligator.Foto: Secom MT

É uma espécie de porte médio, com machos podendo medir até 2,7 m de comprimento. Muito adaptável, habita qualquer tipo de ambiente associado à água.

Se você gosto deste post: Jacaré e capivara mostram que é possível viver em paz no Pantanal  – vai gostar também de ler esta notícia: Perigo; cobra caninana é encontrada dentro do berço de bebê

Siga-nos no Facebook Twitter para se manter informado com as notícias de hoje!

Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.