Operação Bad Vibes III: Polícia Civil de Mato Grosso reprime exploração sexual infantil

Fonte: CENÁRIOMT

Polícia Civil de Mato Grosso reprime exploração sexual infantil
Polícia Civil de Mato Grosso reprime exploração sexual infantil

Na manhã desta terça-feira (21), a Polícia Civil do Estado de Mato Grosso deflagrou a Operação Bad Vibes III, como parte de um esforço nacional para combater a exploração sexual de crianças e adolescentes.

A ação, focada em Guiratinga, resultou na emissão de três mandados de busca e apreensão contra um suspeito.

Durante a operação, foram apreendidos equipamentos computacionais e um celular, que serão encaminhados à perícia para análise detalhada.

Mobilização Nacional

Esta operação faz parte de uma mobilização coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com as Polícias Civis do Brasil e a agência norte-americana Homeland Security Investigations. A iniciativa é conduzida pelo Laboratório de Operações Cibernéticas da Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência (CIBERLAB/DIOPI) da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP).

Combate à Pedofilia

As investigações, abrangendo 13 estados (Amazonas, Santa Catarina, Pará, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Piauí, Espírito Santo, Bahia, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Rio Grande do Sul), culminaram na expedição de 26 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva. A operação visa desmantelar um grupo de mensageria onde eram comercializados e consumidos conteúdos de abuso sexual infantojuvenil, além de explorar outras plataformas e dispositivos informáticos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Contexto e Legislação

A Operação Bad Vibes III ocorre como um desdobramento do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio), buscando aumentar a visibilidade e conscientização sobre a proteção dos grupos vulneráveis.

No Brasil, as penas para crimes relacionados à exploração sexual infantil variam conforme a infração: armazenar conteúdo pode resultar em 1 a 4 anos de prisão, compartilhar em 3 a 6 anos, e produzir em 4 a 8 anos de reclusão.

Histórico da Operação

A Operação Bad Vibes iniciou em outubro de 2023 e está na sua terceira fase:

  • Primeira Fase (Outubro de 2023): Cumprimento de 36 mandados de busca e apreensão e 22 prisões, com participação de 12 unidades federativas.
  • Segunda Fase (Dezembro de 2023): Realização de 15 mandados de busca e apreensão e 2 prisões em flagrante no estado de Minas Gerais.

O nome “Bad Vibes” reflete a natureza dos crimes, praticados através de plataformas de mensageria, evocando “más vibrações” ou “más energias”.

Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso. Já trabalhou em Rádio Jornal (site e redação).