18.1 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 13 maio, 2021
InícioMATO GROSSOLUCAS DO RIO VERDEVacinas recebidas são insuficientes para demanda em Lucas do Rio Verde

Vacinas recebidas são insuficientes para demanda em Lucas do Rio Verde

Quantidade de doses recebidas pelo Governo do Estado não é suficiente para suprir a demanda de cada faixa etária dos grupos prioritários
Por Por Ascom Prefeitura/Duana Souza

A aquisição e envio de vacinas contra a Covid-19 é de responsabilidade do Governo Federal. O recebimento, separação e distribuição das doses é de incumbência do Governo do Estado. Cabe então, a cada município, fazer a administração, estoque e aplicação das doses, seguindo o Plano Nacional de Operacionalização e Imunização.

Cada nova remessa de vacinas é liberada por meio de resoluções periódicas, que informam a quantidade e a porcentagem da destinação para cada público-alvo.

Ao distribuir as doses para Lucas do Rio Verde, o Governo do Estado considera uma estimativa populacional, estabelecida pelo Ministério da Saúde, que não corresponde à realidade, já que o município luverdense possui quantitativo maior de idosos do que vacinas recebidas para cada público.

Essa situação é de conhecimento público e está amparada pelas resoluções do Ministério da Saúde que informa que o município cuja a população do público-alvo da vacinação não corresponda à estimativa populacional e, consequentemente, as doses enviadas pelo mesmo também não correspondam, deverão concluir a vacinação deste público primeiro para depois iniciar o próximo.

O envio das doses ocorre de maneira fracionada, assim para convocar uma nova faixa etária é necessário o recebimento de mais de uma remessa para vacinar todas as pessoas com a mesma idade. No município é feito um levantamento de dados antes da divulgação das idades que receberão a vacina com a remessa recebida, que é fundamental para garantia de primeira e segunda dose do público real da faixa etária convocada.

Ou seja, a Secretaria Municipal de Saúde não pode seguir para uma idade inferior de imunização enquanto não receber o quantitativo suficiente de doses para atender a demanda luverdense em cada faixa etária.

Considerando o levantamento real de dados do município, haverá uma quantidade maior de imunizados conforme a faixa etária decresce, o que certamente evoluirá para uma demora ainda maior no avanço do próximo público convocado. Diante disso, a Secretaria de Saúde de Lucas do Rio Verde informa que já notificou o Ministério da Saúde e solicitou o envio de doses excedentes para suprir a demanda não estimada da população.

Quanto ao recebimento de doses extras, a Prefeitura informa que, até então, recebeu apenas as doses estimadas nas prévias portarias oficiais.

As resoluções são emitidas pela Comissão Intergestora Bipartite do Estado de Mato Grosso (CIB/MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) e seguem o Plano Nacional de Imunização e de Operacionalização do Ministério da Saúde.

Confira as resoluções do Ministério da Saúde, as orientações técnicas e o vacinômetro no site: www.lucasdorioverde.mt.gov.br/site/coronavirus


- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

Geral
Rota do Oeste oferece sete vagas para contratação imediata em Lucas do Rio Verde
maio 12, 2021
GOLPE
Lucas do Rio Verde: Internauta denuncia tentativa de golpe com fotos de sua casa
maio 12, 2021