Lucas do Rio Verde recebe programa que auxilia projetos sociais no município

Foto: CenárioMT

Representantes da APAE, Instituto Padre João Peter e pessoas atendidas pelas duas instituições participaram da Rodada Social do Programa AgroSoliário. O programa é desenvolvido pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). O evento aconteceu no Sindicato Rural de Lucas do Rio Verde. Durante o evento, foram apresentadas receitas desenvolvidas a partir de produtos derivados de soja, cinema, pipoca, recreação. A mascote do programa, o Sojito, também marcou presença.

O objetivo da ação foi proporcionar à comunidade, conhecimento sobre a produção de grãos e evidenciar como esses alimentos podem ser inseridos no dia a dia das famílias de maneira simples e acessível.

A secretária de Assistência Social, Janice Ribeiro, participou da abertura do evento. Ela elogiou a iniciativa do programa que atende famílias luverdenses já há alguns anos. “Todos os projetos sociais são importantes, porque vêm a beneficiar mais pessoas. Este em especial porque vem da soja, tem muitos nutrientes, ajudam muitas crianças principalmente”, observou.

Alimento nutritivo

A terapeuta naturalista Epifânia Vuaden, explica que o Instituto Padre João Peter recebe os produtos que são destinados a cerca de 100 famílias atendidas pela instituição. “No instituto as pessoas vão procurar alternativas complementares pra ter uma saúde boa”, destaca, acrescentando que os produtos à base de soja são recomendados para mulheres na menopausa, pessoas que precisam se recuperar de fraturas e para melhorar a alimentação de crianças. ”Quando elas se encontram abaixo do peso”, exemplifica.

Para a Escola Especial Renascer, mantida pela APAE, os produtos a base de soja ajudam como reforço alimentar dos cerca de 200 alunos matriculados. A diretora Eliane Uliana diz que os nutrientes são essenciais para uma boa alimentação. Ela descreve que a escola procura trabalhar bem os alimentos para que não haja desperdício. “Pra nós é um alimento muito bem vindo pras nossas crianças, que muitas vezes saem de casa sem nada no estômago”, assinalou.

Eliane acrescentou que durante o período em que as aulas ficaram suspensas por conta da pandemia, houve o pedido para que os produtos continuassem a ser repassados, já que a direção da escola direcionou os produtos às famílias dos alunos. “Fizemos isso durante o ano passado e esse ano”.

O delegado coordenador do núcleo da Aprosoja em Lucas do Rio Verde, Marcelo Lupatini, exaltou as parcerias com as instituições. Ele lembrou que o AgroSolidário é o programa social da Aprosoja e busca se aproximar da população por meio da APAE e Instituto Padre João Peter. “É o projeto social mantido pelos produtores rurais, a parte social da Aprosoja que está presente na sociedade”, resumiu.