Agentes de forças de segurança de Lucas participam de treinamento da Rotam

Instruções teóricas e práticas de Atendimento Pré Hospitalar para vítimas de disparo de arma de fogo aconteceram na Escola Militar

Fonte: CenárioMT

curso APH policiais
Foto: CenárioMT

25 agentes que atuam nas forças de segurança de Lucas do Rio Verde concluíram ontem (18) um curso ministro pela Rotam de Cuiabá. Durante um dia e meio eles receberam instruções de Atendimento Pré Hospitalar para vítimas de disparo de arma de fogo. As atividades aconteceram na Escola Militar Tiradentes, no bairro Bandeirantes.

O curso foi voltado a integrantes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Polícia Penal. No primeiro dia aconteceram as atividades teóricas. Ontem pela manhã, os agentes das forças de segurança tiveram a prática do curso.

“O curso passa pra nós como agirmos em situação de estresse, como uma eventual troca de tiros em confronto com criminosos, onde um policial ou até terceiros, possam ser alvejados por disparo de arma de fogo. E esse protocolo nos mostra como devemos agir nestas situações com ferido”, explicou o tenente Pazim, do 13º BPM.

De acordo com os participantes, a aplicação deste protocolo é fundamental para resguardar a segurança dos agentes de segurança e salvar vidas de policiais e até civis que se veem envolvidos em uma eventual situação de estresse.

Simulação

No momento da prática do curso, os agentes de segurança simularam uma situação de troca de tiros com um dos integrantes feridos. Eles foram orientados pelos instrutores as melhores formas de dar cobertura e fazer o atendimento do ferido. Cada momento foi criteriosamente avaliado pelos instrutores.

O cabo Alexsandre Santos, do Corpo de Bombeiros, observou que o curso orienta os agentes das forças de segurança a seguirem dinâmica de conduta pra atender vítimas alvejadas. “Que tenham conhecimento da dinâmica e doutrina de segurança que tem que se estabelecer antes do atendimento de APH. Antes de atender uma vítima alvejada por arma de fogo, artifício explosivo, tem que assegurar essa cena”, comentou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Instrutor do curso, o tenente Brizola, da ROTAM de Cuiabá, explicou que o cumprimento dos protocolos pode ser fundamental para salvar vidas. “A gente consegue otimizar a possibilidade desta pessoa continuar viva”, resumiu.

Além de Lucas do Rio Verde, a Rotam aplicou o curso de Atendimento Pré Hospitalar para vítimas de disparo de arma de fogo para os agentes de segurança pública de Nova Mutum e Diamantino.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.