33.3 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 24 setembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOGOV-MTGoverno discute política de resíduos sólidos com prefeitos e secretários nacionais

Governo discute política de resíduos sólidos com prefeitos e secretários nacionais

A elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos está em fase final, e é realizada em parceria com a UFMT
Por CenárioMT

No momento em que Mato Grosso está na fase final de elaboração do seu Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS), a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, se reuniu com prefeitos e representantes do Governo Federal para tratar da implementação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) nos municípios. O encontro aconteceu na sede da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), na manhã desta quinta-feira (29.07).

Conforme a secretária, o estado vive um momento ímpar em que a construção do plano estadual não apenas cumpre a norma nacional, mas irá entregar à sociedade um planejamento que aponte soluções que podem ser executadas pelo Estado, em parceria com os municípios e União. 

“Esta é uma agenda ambiental que por muito tempo foi renegada, e agora a discussão é central, e é uma oportunidade para que não tenhamos o mesmo passivo de outras metrópoles e possamos melhorar a qualidade de vida das pessoas. Tenham a certeza de que o Governo do Estado estará junto aos municípios e ao Governo Federal para executar esta agenda em nosso estado”, afirma Lazzaretti.

Conforme o secretário nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional, Pedro Maranhão, o grande desafio da implementação do PNRS  é a efetiva cobrança pelo serviço de coleta de lixo, e a distância entre as cidades e os aterros sanitários. Ele avalia que o encontro é importante para que os órgãos possam sentar em uma mesa e discutir soluções para esta questão. 

O secretário nacional de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André Luiz Felisberto França, apresentou um passo a passo para a concessão do serviço de coleta e destinação dos resíduos sólidos, para que os municípios possam cumprir o PNRS.

“A cobrança de tarifa é uma forma de auxiliar o município a enfrentar a necessidade de investimento, e parque que aquele recurso utilizado para isso possa ser aplicado em outras coisas. A sustentabilidade da destinação dos resíduos sólidos será um grande legado”, avalia França.

Aprovado a pouco mais de um ano, o novo Marco Legal do Saneamento Básico foi criado para universalizar e qualificar a prestação dos serviços no setor. Conforme o documento, os prefeitos devem encaminhar às câmaras municipais a proposição de instituição de cobrança dos serviços de manejo de resíduos sólidos. 

O presidente da Associação Mato-Grossense dos municípios (AMM), instituição organizadora do evento, agradeceu a todos os presentes e ressaltou a importância deste tema para todos os prefeitos. “Todos nós estamos muito preocupados e comprometidos em resolver um problema crônico que é a questão do saneamento básico nos municípios. Tanto a questão da água, do esgoto, e dos lixões”, assevera.

Também estiveram presentes na agenda de forma presencial o Coordenador de Articulação Institucional da Secretaria Nacional do Saneamento do Ministério, Jamaci Avelino Júnior; o superintendente da FUNASA, Francisco Holanildo; o professor da UFMT e coordenador do PERS, Dr. Paulo Modesto Filho; presidente do Sindicato das Empresas de Limpeza Pública (SELURB), Marcio Mateus; diretor presidente da Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública (ABRELPE), Carlos Silva Filho. 

De modo remoto, foi transmitida a mensagem do Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e houve a participação de prefeitos e equipes técnicas da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e de outros órgãos envolvidos.

Plano Estadual de Resíduos Sólidos

O PERS está sendo elaborado pela Sema-MT em parceria coma Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e deve abranger todo o território do estado, com horizonte de atuação de 20 anos, com a revisão a cada 4 anos. O documento retrata o panorama dos resíduos sólidos e estabelece estratégias de gestão, com ênfase nos tipos de resíduos sólidos de maior repercussão, que são os resíduos urbanos, industriais, de mineração, entre outros. 

Recapeamento de pneus

Ainda durante a agenda, a secretária Mauren Lazzaretti visitou, junto ao o secretário nacional de Qualidade Ambiental do MMA, André França, uma empresa de reforma de pneus. Eles conheceram a tecnologia empregada para aumentar a vida útil de pneus usados, reduzindo o custo ao consumidor, e principalmente, que é descartado no meio  ambiente. Conforme a Associação Brasileira de Reforma de Pneus (ABR), 35% das cargas que circulam por rodovias utilizam pneus novos e 65% pneus reformados.

“A tecnologia utilizada confere segurança e maior durabilidade ao pneu, o que modifica a visão que eu tinha do antigo processo de recapeamento. Ressalto também a importante redução do impacto do transporte rodoviário sobre o meio ambiente”, avalia. 

 

© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Redes sociais

107,333FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,040SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

LOGÍSTICA
Trecho da Fico até Lucas do Rio Verde tem pedido de operacionalização feito junto ao Governo Federal
setembro 24, 2021
GUARDA MUNICIPAL EM AÇÃO!
Idoso é detido suspeito de cometer abuso sexual contra criança de 03 anos em Lucas do Rio Verde
setembro 24, 2021
Lucas do Rio Verde
Mais de 1.500 jovens de 19 anos ou mais são vacinados contra a Covid-19
setembro 23, 2021
Lucas do Rio Verde
Secretaria de Esporte e Lazer divulga circuito da Corrida Setembro Amarelo
setembro 23, 2021