Em tempos de pandemia, atenção primária à saúde é fundamental, afirma médico

O ginecologista e obstetra Luiz Augusto Menechino destaca o papel dos profissionais da atenção básica

0
Luiz Alves

 

Com 35 anos de experiência, sendo 30 apenas na rede municipal de Saúde de Cuiabá, sempre na Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro Jardim Independência, o ginecologista, obstetra e homeopata Luiz Augusto Menechino nunca passou por uma situação como a que estamos vivendo diante da atual pandemia de Covid-19. “Nós somos humanos também, nos angustiamos, ficamos com medo”, conta.


-Continua depois da publicidade ©-

Mas, apesar disso, ele não perde de vista o objetivo principal de sua prática profissional, bem como de todos que atuam na atenção primária à saúde: “O que nós temos que fazer para a população é dar o suporte, principalmente, dar condições para que ela realmente consiga fazer com que não chegue a adoecer. Esse é o nosso papel: é a prevenção”, define.

O médico defende que a prevenção é imprescindível em qualquer momento, mas que, no atual cenário de alto contágio pelo coronavírus, ainda pouco conhecido e sem tratamento ou cura comprovados cientificamente, além da dificuldade em se encontrar leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) nos hospitais, o melhor que se pode fazer é evitar ficar doente e ter que recorrer ao sistema de saúde de alta complexidade.

“Nessa situação atual, nós realmente estamos com muitas dificuldades pra saber qual a solução disso. Só existe uma, eu acredito: é a vacina. E até lá, nós temos que dar suporte pra que se perca menos vidas possível”, afirma Menechino.

Apaixonado pelo trabalho, o Dr. Menechino presenciou todo o crescimento da UBS Jardim Independência, onde trabalha desde que chegou em Cuiabá, na década de 1980. “Realmente tem uma história aqui dentro, é uma unidade que cresceu muito. A população merece esta unidade porque quem começou a construção dela foi a população, há 35 anos. Quando eu cheguei aqui, tinha três cômodos”, lembra.

O médico aponta ainda que já passou por muitas experiências na USF e que, por estar no dia a dia da comunidade, conta com a valorização desta. “Fui pegando gosto pela população, já conheço todo mundo. Como eu sou ginecologista e obstetra, eu já fiz parto e já estou fazendo pré-natal das pacientes que nasceram na minha mão!”, conta.

A Unidade de Saúde da Família “Dr Nicóla Pécora”, abrange, além do Jardim Independência, os bairros Jardim Cuiabá, Porto, Jardim Primavera, Goiabeiras, entre outros, atendendo a uma média de 15 mil pessoas.

Leia também: Resultado das loterias de hoje (29/09/2020)


Amazonia 03 de Junho