Dia D da vacinação antirrábica será no dia 16 de setembro

A Vigilância Sanitária pede que os donos dos pets levem a caderneta de vacinação atualizada

Fonte: Ascom Prefeitura/Gabriela Corsino

(Foto: Ascom Prefeitura/Patricia Pires)
(Foto: Ascom Prefeitura/Patricia Pires)

O Dia D da campanha antirrábica em Lucas do Rio Verde será no dia 16 de setembro (sábado), das 7h às 17h, em todos os PSFs da área urbana. Esse ano a meta é vacinar 15.100 mil animais, sendo 13 mil cães e 2.100 gatos. A Vigilância Sanitária pede que os donos dos pets levem a caderneta de vacinação atualizada.

A vacina contra a raiva deve ser aplicada anualmente em animais domésticos, considerando que esse é um vírus 100% letal, ou seja, que leva animal a óbito.

Para colocar a vacinação dos pets em dia, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Saúde, convoca a população para levar cães e gatos no dia D da campanha.

Para ser vacinado, o animal precisa ter, pelo menos, três meses de vida e não apresentar nenhuma doença no dia da aplicação, além de, no caso das fêmeas, não estarem em período de gestação ou amamentação.

[Continua depois da Publicidade]

A Nota Técnica nº 01/2023, da Secretaria de Estado de Saúde, reforça que é proibido entregar vacinas aos proprietários dos cães e/ou gatos para serem aplicadas em casa, delegando aos mesmos a responsabilidade da vacinação de seus animais. Os donos devem levar os animais ao local para a aplicação.

Em 2022, mais de 10 mil cães e gatos foram imunizados contra a raiva durante todo o período de vacinação.

A população rural será atendida nos respectivos PSFs, após o Dia D da campanha na área urbana. A data será informada posteriormente.

O que é a raiva?

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda com um alto nível de letalidade, que acomete mamíferos, inclusive o homem, e é capaz de comprometer gravemente o sistema nervoso central, causando grande inchaço no cérebro.

A raiva é transmitida para o ser humano por meio da saliva de animais que estejam infectados com o vírus. Se um animal, inclusive cães e gatos, estiver infectado com a raiva e morder, lamber ou arranhar um indivíduo, ele pode acabar por desenvolver a doença.

A vacinação dos animais é a melhor forma de prevenir a difusão da raiva. Dessa forma, a vacinação antirrábica é essencial não só para cães e gatos, como também é uma forma de prevenção da saúde pública.

CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.