Ferroviário-CE bate Maranhão nos pênaltis e ascende à Série C de 2024

Goleiro Douglas Dias foi decisivo ao defender duas cobranças

Fonte: Igor Santos - Repórter da EBC - Rio de Janeiro

Ferroviário vence Maranhão por 3 a 0 nos pênaltis, no jogo da volta das quartas, e assegura acesso à Série C do Brasileiro em 2024 - em 03/09/2023 Por: Reprodução Instagram/Ferroviário Atlético Clube
Ferroviário vence Maranhão por 3 a 0 nos pênaltis, no jogo da volta das quartas, e assegura acesso à Série C do Brasileiro em 2024 - em 03/09/2023 Por: Reprodução Instagram/Ferroviário Atlético Clube

A disputa pela última das quatro vagas para a Série C do Campeonato Brasileiro de 2024 foi a quegerou mais emoção. Ferroviário-CE e Maranhão empataram novamente por 1 a 1, neste domingo (3), no jogo da volta das quartas de finalno estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. A definição foi para aspenalidades e o Ferrão levou a melhor, com vitória por3 a 0, garantindo o retorno à terceira divisão, um ano depois de ter sidorebaixado da terceira divisão paraa Série D. Para dar contornos ainda mais emocionantes, os dois gols da partida foram marcados nos acréscimos, por Fontes, para o Maranhão e pelo zagueiro Fernando (contra) para o Ferroviário.A história da partida foi escrita pelos goleiros. Nos 90 minutos, ninguém se destacou mais do que Moisés, camisa 1 do Maranhão. Logo no começo do jogo, ele mostrou que estava inspirado quando fez defesa fundamental após Kadu Barone escapar pela esquerda e finalizar com o pé direito, livre.

O Maranhão criou em bela jogada de Fabrício pela direita e depois teve a melhor chance da primeira etapa quando Jorge apareceu livre no meio da área e finalizou por cima do gol.

Na segunda etapa, o Ferroviário intensificou a pressão e a estrela de Moisés brilhou ainda mais. Primeiro ele defendeu chute de Ciel quase na pequena área. Depois, evitou um gol contra de Maicon em desvio à queima roupa. Por último, fez bela defesa voando para espalmar o chute de Tarcísio.

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

Na reta final da partida, um erro individual veio em momento propício para o Maranhão. O zagueiro Alisson se atrapalhou ao tentar fazer o recuo de cabeça para o goleiro Douglas Dias, que acabou derrubando Rafael dentro da área. Pênalti. Aos 46, Fontes teve calma para bater no canto direito e marcar, colocando os visitantes na frente do placar já nos acréscimos.

Àquela altura, o Ferroviário, que obteve nove vitórias nos nove primeiros jogos que disputou em casa e estava invicto na competição, se viu obrigado a marcar para não colocar por água abaixo a incrível campanha que fez. A pressão deu resultado rapidamente. Aos 50 minutos, Gabriel bateu escanteio pela esquerda e após desvio na primeira trave o zagueiro Fernando se afobou e finalizou para dentro de sua própria meta.

Veio, enfim, a primeira disputa por pênaltis na fase decisiva da Série D de 2023. A partir daí, outro nome que joga debaixo das traves assumiu o protagonismo. Mas não sem antes testemunhar um lance inusitado. Na primeira cobrança do Maranhão, Leone primeiro aplicou a ‘paradinha’ e depois fingiu bater. O árbitro Luís Flávio de Oliveira, obedecendo a regra, que não permite esse comportamento, tornou nula a cobrança e ainda deu o cartão amarelo para o jogador.

Na sequência, Douglas Dias defendeu as cobranças de Fontes e Fabrício e Gabriel converteu a terceira batida do Ferroviário, confirmando a vitória por 3 a 0 e o acesso à Série C, deixando a torcida aliviada.

Com o acesso garantido, o Ferroviário agora vai em busca do segundo título da Série D, já que foi campeão da competição em 2018.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.