Brasil perde para Camarões, mas avança no Pré-Olímpico de Basquete

Seleção masculina encara Filipinas nas semifinais às 9h30 de sábado

Fonte: Igor Santos - Repórter da EBC* - Rio de Janeiro

Brasil perde para Camarões 77 a 74, no segundo jogo do Pré-Olímpico, mas avança às semifinais - em 04/07/2024 Por: Divulgação/FIBA
Brasil perde para Camarões 77 a 74, no segundo jogo do Pré-Olímpico, mas avança às semifinais - em 04/07/2024 Por: Divulgação/FIBA

O Brasil chegou a flertar com a eliminação nesta quinta-feira (4), em Riga (Letônia). A seleção masculina de basquete esteve 24 pontos atrás do placar contra Camarões. A reação depois do intervalo não evitou a derrota por 77 a 74, mas impediu a desclassificação precoce no Pré-Olímpico. A equipe comandada por Aleksandar Petrovic conseguiu garantir o primeiro lugar do grupo B mesmo com o revés e agora enfrenta Filipinas, às 9h30 (horário de Brasília) de sábado (6), para tentar alcançar a final do torneio. Letônia e Camarões fazem a outra semi. Somente o campeão se classifica a Paris 2024.

A vitória não veio, mas em jogo de recuperação, buscamos mais de 20 pontos para avançar como 1º do grupo para as semis!

Camarões 77 x 74 Brasil

Estatísticas

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

Meindl – 19pts e 5reb
Lucas Dias – 16pts e 6reb
Caboclo – 10pts e 4reb

Tida como a seleção mais fraca da chave B, Camarões, que já fizera jogo duro com Montenegro na véspera, dificultou muito a vida do Brasil no primeiro tempo. Após um primeiro quarto equilibrado, que terminou com vantagem de dois pontos para a equipe africana depois de uma bola de três no fim, Camarões começou o segundo quarto com mais 20 pontos sem resposta brasileira, sequência alimentada por vários desperdícios de bola do Brasil e bolas de três camaronesas. Em um determinando momento, a seleção chegou a estar perdendo por 24 pontos. Como a derrota deixaria as três equipes da chave empatadas com a mesma campanha, o saldo de pontos seria o critério decisivo. Para se classificar, a seleção precisaria reduzir a desvantagem para no mínimo 13 pontos.

Após ir para o vestiário perdendo por 17 pontos (56 a 39), o Brasil começou a reagir na volta para o segundo tempo. O pivô Cristiano Felício estabilizou a defesa da equipe, que ainda foi para o último quarto perdendo por 13. Apertando ainda mais a defesa e melhorando a performance no ataque, o Brasil chegou a empatar a partida nos minutos finais. O ala Léo Meindl foi o cestinha da equipe brasileira, com 19 pontos. Jeremiah Hill, cestinha da partida com 22 pontos, acertou o arremesso que deu a vitória a Camarões.

Na entrevista coletiva após o jogo, Petrovic admitiu que forçar a prorrogação poderia não ser vantajoso para o Brasil, já que abriria uma nova possibilidade de derrota por placar mais elástico. O técnico croata disse que precisava de um descanso após o estresse vivido no primeiro tempo do jogo, mas já fez uma projeção do que esperar do duelo contra as Filipinas.

“Precisamos mostrar a vontade que mostramos no segundo tempo. Eles têm excelentes jogadores com grande talento individual. É um time muito técnico com vários atletas com alta minutagem. Será um desafio completamente diferente”, disse Petrovic.

Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.