30.3 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 20 setembro, 2021
InícioESPORTESBoxe brasileiro garante medalha no oitavo dia da Olimpíada 2020

Boxe brasileiro garante medalha no oitavo dia da Olimpíada 2020

Bronze antecipado ocorre no boxe pois não há disputa de terceiro lugar na modalidade. Derrotada pelo Canadá, a seleção de futebol feminino deu adeus aos Jogos de Tóquio nesta sexta-feira.
Por CenárioMT, com inf. Agência Brasil

O boxe brasileiro assegurou nesta sexta-feira (30) uma medalha de bronze na Olimpíada com Abner Teixeira, que avançou às semifinais da categoria até 91 quilos. O paulista, de 24 anos derrotou o jordaniano Hussein Eishaishna por 4 a 1 em decisão dos árbitros, em duelo das quartas na Arena Kokugikan, na capital  japonesa. O bronze antecipado ocorre no boxe pois não há disputa de terceiro lugar na modalidade.

O próximo adversário de Abner será o vencedor do ouro olímpico em 2016, o cubano Julio César La Cruz, na próxima terça (3 de agosto), às 6h50 (horário de Brasília).


--Continua depois da publicidade--

Futebol

A seleção brasileira de futebol feminino deu adeus à Olimpíada de Tóquio na manhã desta sexta-feira. As brasileiras foram eliminadas pelo Canadá por 4 a 3 nas cobranças de pênaltis, após o tempo regulamentar terminar empatado em 0 a 0. A partida válida pelas quartas de final foi disputada no estádio de Miyagi, na cidade de Rifu.

Judô

Os dois judocas que representavam o Brasil na categoria pesado perderam nas quartas de final. No início da madrugada de hoje, no Budokan, Maria Suelen Altheman foi superada pela francesa Romane Dicko por ippon. No momento em que sofreu o golpe, a judoca verde e amarela acabou machucando o joelho esquerdo. Ela sofreu uma lesão no ligamento patelar do joelho esquerdo e vai passar por cirurgia no retorno ao Brasil, de acordo com nota oficial do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Na competição masculina, Rafael Silva sofreu três shidos e acabou caindo para o georgiano Guram Tushishvili.


--Continua depois da publicidade--

Natação

O brasileiro Bruno Fratus, de 32 anos, disputará logo mais à noite a semifinal dos 50m livre da nataçõ na Olimpíada de Tóquio (Japão). O velocista chegou em primeiro lugar na série oito das eliminatórias ao completar a prova em 21s67, o quarto melhor tempo geral, no Centro Aquático de Tóquio.

Em sua terceira Olimpíada, Fratus é o último representante da natação brasileira com chance de medalhas em Tóquio. A semifinal está programada para começar às 23h11 (horário de Brasília).  Os oito melhores disputarão a final neste sábado, às 22h30.

Vôlei

O Brasil derrotou os Estados Unidos por 3 sets a 1 (parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20), na madrugada desta sexta-feira (30) na Arena Ariake, em jogo da quarta rodada do Grupo B do torneio de vôlei masculino. Com o resultado, o time nacional chegou aos oito pontos após quatro jogos, com três vitórias e uma derrota.

A seleção brasileira pode se garantir nas quartas de final antes mesmo da última rodada da fase de grupos, quando enfrenta a França no sábado (31). Para isso, depende de uma derrota de Argentina ou França ainda nesta quarta rodada.

Vôlei de praia

A dupla brasileira de vôlei de praia Evandro e Bruno Schmidt venceu, de virada, nesta sexta-feira, os poloneses Bryl e Fijalek, com parciais de 19/21, 21/14 e 17/15. O confronto foi realizado no Parque Shiokaze, na capital Tóquio. Com este triunfo, eles asseguraram a classificação para as oitavas de final na Olimpíada.

Os adversários na próxima fase do torneio olímpico serão definidos após os jogos de outras seleções. A fase de grupos encerrará na madrugada deste sábado (31).

Rugby

A seleção brasileira feminina de rugby de 7 perdeu para as ilhas Fiji por 41 a 5, na noite desta quinta-feira (29) no Estádio de Tóquio, pela 3ª rodada do Grupo B da Olimpíada de Tóquio (Japão). Esta foi a terceira derrota das Yaras (como a equipe nacional é conhecida).

Contra a França o resultado foi um revés de 40 a 5. Depois as brasileiras caíram diante do Canadá por 33 a 0. Na sequência, o time brasileiro jogará o torneio que define quem fica entre o 9º e o 12º lugar.


--Continua depois da publicidade--

Handbol

A seleção brasileira masculina de handebol conseguiu uma importante vitória de 25 a 23 sobre a Argentina, em partida válida pelo Grupo A, disputada no Ginásio Nacional Yoyogi, e manteve vivas as possibilidades de classificação para as quartas de final.

No próximo domingo (1), a partir das 7h30 (horário de Brasília), o Brasil enfrenta a Alemanha em jogo no qual define o seu futuro na competição olímpica.

Remo

O remador carioca Lucas Verthein foi o 6º colocado na final B do skiff simples na Olimpíada de Tóquio. Nesta quinta-feira (29), o brasileiro fechou a prova com 6min52s09 no Canal Sea Forest e confirmou a melhor participação verde e amarela na história da modalidade em Jogos Olímpicos (com a 12ª melhor posição no geral).


--Continua depois da publicidade--

Ciclismo BMX

Renato Rezende terminou na sétima posição do Grupo 2 da semifinal do ciclismo BMX, disputada na noite de ontem, no Parque de Esportes Urbanos de Ariake. Com isto, ele ficou fora da disputa pelas medalhas.

Hipismo

O cavaleiro Marcelo Tosi, montando Genfly, foi o primeiro brasileiro no picadeiro na competição do hipismo Concurso Completo de Equitação (considerado um triatlo equestre reunindo as modalidades de adestramento, cross-country e salto) na Olimpíada de Tóquio (Japão).

Na noite desta quinta-feira (29), no Parque Equestre, o paulista garantiu 31,5 pontos, o equivalente a 68,5% do aproveitamento, no adestramento. Após a primeira sessão, o representante brasileiro está na 10ª posição.

Atletismo

No primeiro dia de disputas das provas do atletismo no Estádio Olímpico de Tóquio, Alison dos Santos garantiu vaga nas semifinais dos 400 metros (m) com barreiras, nesta quinta-feira (29), ao terminar a primeira bateria das eliminatórias na segunda posição com o tempo de 48s42 (o 2º melhor tempo no geral). Ele volta a entrar na pista apenas no próximo domingo (1), a partir das 9h05 (horário e Brasília).

Nas eliminatórias da mesma prova, Marcio Teles foi desclassificado após terminar a terceira bateria na 7ª posição. Altobeli Silva também deu adeus às Olimpíadas ao terminar sua eliminatória nos 3.000 m com obstáculos na 9ª posição com o tempo de 8min29s17. Com isso, o atleta, que disputou medalha na Olimpíada de 2016 (Rio de Janeiro), ficou fora da final em Tóquio.

Outra prova na qual o Brasil viu seus representantes se despedirem dos Jogos de Tóquio foi o salto em altura. Thiago Moura e Fernando Ferreira pararam quando o sarrafo alcançou os 2,25 m.

Rosângela Santos também não conseguiu avançar na prova dos 100 m feminino. Com o tempo de 11s33, ela ficou na quinta posição na sua bateria das eliminatórias. Vitória Rosa também correria nas eliminatórias da prova, mas acabou desistindo.

Na estreia da prova de revezamento misto 4 X 100 nos Jogos Olímpicos, a equipe brasileira, formada por Anderson Henriques, Tiffani Marinho, Tabata Vitorino e Pedro Burmann, bateu o recorde sul-americano, mas não se classificou para as finais da competição.

Com o tempo de 3min15s89, o Brasil encerrou a participação na 12ª posição, entretanto apenas os oito melhores colocados avançaram.

Tênis

Número 1 do mundo Novak Djokovic perdeu de virada para alemão Alexandre Zverev e adiou o Golden Slam – ganhar os títulos dos quatro Grand Slams e o ouro olímpico no mesmo ano. A esperança do sérvio de se tornar o primeiro homem a completar o Golden Slam acabou nesta sexta-feira (30) depois da derrota surpreendente para Zverev nas semifinais de simples nos Jogos de Tóquio.

A derrota por 1/6, 6/3 e 6/1 também encerrou seu sonho de ganhar uma medalha de ouro olímpica, a única grande honraria que falta em sua longa lista de conquistas.

Medalhistas comemoram

Ítalo Ferreira estava tão ansioso para retornar ao Brasil como primeiro campeão olímpico do surfe, e encontrar os amigos e a família, que não dormiu durante o voo de 13 horas que partiu do Japão. Agora que voltou para casa, já sabe uma das primeiras coisas que deseja fazer: surfar.

Já a ginasta Rebeca Andrade recebeu um parabéns pra lá de especial, pela medalha de prata que conquistou no individual da ginástica artística.

romena Nadia Comaneci, um dos grandes nomes do esporte, declarou que a brasileira “fez história” nesta quinta-feira.

A ex-ginasta, que tem cinco ouros olímpicos em seu currículo, disse, em postagem em suas redes sociais, que estava muito orgulhosa do “trabalho árduo e dedicação” de Rebeca, sobre a qual afirmou: “Você fez história”.

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Redes sociais

107,330FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,037SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

SEGURANÇA
Policia procura por homem que esfaqueou amigo em Lucas do Rio Verde
setembro 20, 2021
DIA DO GAÚCHO
“É importante manter nossa tradição para as próximas gerações”, diz patrão do CTG de Lucas
setembro 20, 2021
Lucas do Rio Verde
Bairro Jaime Seiti Fujii recebe revitalização da sinalização viária
setembro 19, 2021
Lucas do Rio Verde
Sistema Único de Saúde (SUS) completa 31 anos de existência neste domingo
setembro 19, 2021