Lula voltará ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira e anunciará novas medidas

“Vamos nos preparar, porque quero anunciar medidas para as pessoas físicas, para que as pessoas que perderam suas coisas", disse o presidente ao governador Eduardo Leite

Fonte: AgênciaGov

Lula voltará ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira e anunciará novas medidas - Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou nesta segunda-feira (13/5) que planeja anunciar medidas para pessoas físicas e visitar o estado novamente na quarta-feira (15). “Vamos nos preparar, porque eu quero anunciar uma série de medidas para as pessoas físicas, para que as pessoas que perderam suas coisas, que precisam comprar algo, recebam um recurso da União para que possam começar a repor parte daquilo que perderam”, afirmou.

Lula manteve reunião virtual com o governador Eduardo Leite (PSDB), que suspendeu participação presencial em Brasília após a volta das chuvas. Antes, o presidente afirmou ter adiado a viagem que faria ao Chile nos dias 17 e 18, devido ao fato de a situação do Rio Grande do Sul ser a prioridade do governo no próximo período,

Ainda nesta segunda, o presidente convocou reunião ministerial extraordinária para o final da tarde. O objetivo é discutir formas de ajudar mais o Rio Grande do Sul a lidar com os problemas decorrentes das fortes chuvas que atingiram o estado, como a questão da população que se encontra fora de suas residências, em abrigos.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou na reunião que o estado do Rio Grande do Sul vai poder suspender o pagamento de sua dívida pública com a União por três anos. Ao final deste período, de acordo com o ministro Fernando Haddad, da Fazenda, os juros que incidiriam sobre o estoque dessa dívida não serão cobrados.

[Continua depois da Publicidade]

Segundo ele, a medida vai gerar economia de R$ 11 bilhões, que poderão ser direcionados pelo governo gaúcho para investimentos na reconstrução da infraestrutura destruída pelos efeitos das chuvas que caem sobre a região desde o final de abril. Ao apresentar as medidas relacionadas à dívida do Rio Grande do Sul com a União, explicou que as ações foram discutidas com o governador do estado e sua equipe desde a última quinta-feira (9) e que elas fazem parte de um rol de muitas que ainda serão anunciadas em benefício da população gaúcha.

Operações

O Governo Federal coordena uma articulação que envolve 17 ministérios e mais de 26 mil pessoas para enfrentar a crise que afeta mais de 2 milhões de pessoas em 447 municípios do Rio Grande do Sul em função de chuvas que devastaram parte do estado. Além do salvamento de pessoas e animais, os profissionais atuam no restabelecimento de energia e de telecomunicações, na recuperação de estradas e estruturas, no acolhimento e na estruturação de abrigos para desalojados, no atendimento em saúde e na garantia da segurança de instalações.

Desde o início das operações de socorro à população atingida pelas fortes chuvas e enchentes no Rio Grande do Sul, já foram realizadas mais de mil horas de voo. A informação foi divulgada durante a 9ª reunião da Sala de Situação nesta segunda-feira (13). O trabalho das equipes federais no estado segue sob a coordenação do comando Militar do Sul. Segundo a totalização deste domingo, as ações realizadas pelos militares de Exército, Marinha e Aeronáutica já resultaram no resgate de 66 mil pessoas e de oito mil animais domésticos.

arte acoes no rs.png

YouTube video

CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.