Ministro diz que Mato Grosso é muito ‘responsável’ quanto ao meio ambiente

Fonte: Pablo Rodrigo e Khayo Ribeiro - GAZETA DIGITAL

Gilmar Mendes
Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, afirmou que Mato Grosso é “bastante responsável” com o meio ambiente. Fala de Mendes foi dada em sua visita a Cuiabá, no dia 16 de junho, durante evento com governadores da Amazônia Legal, na qual líderes do Executivo manifestaram desejo por maior autonomia ambiental.

Questionado sobre o pedido dos governadores, ministro elogiou a postura de Mato Grosso diante da pauta ambiental, mesmo o estado registrando altos índices de desmatamento na Amazônia. Além disso, Mendes disse ainda que os estados que discutem a pauta são exportadores e têm “sensibilidade” à questão do meio ambiente.

“Certamente, os governadores devem estar tentando fazer isso de forma coordenada. Eu sei que Mato Grosso é um estado bastante responsável no que concerne ao meio ambiente. Não posso dizer sobre outros estados. Então, isso precisa ser olhado com muito cuidado, considerando inclusive que somos estados exportadores e que temos uma sensibilidade muito grande no que diz respeito a questão ambiental”, disse.

Dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), divulgados em maio, apontam que Mato Grosso apresentou queda no desmatamento da floresta amazônica no primeiro quadrimestre deste ano. Contudo, mesmo com a baixa, o estado ainda foi líder em desmatamento frente as outras unidades federativas, sendo responsável por 33% da derrubada de floresta.

Em nota, governo do Estado – que tem tentado popularizar o lema de “tolerância zero” com o desmatamento – apontou que 51% do desmatamento se deu de acordo com o permitido pela legislação. Além disso, tentou fortalecer a ideia de que o Estado tem combatido severamente os crimes contra o meio ambiente, destacando, por exemplo, que foram aplicados R$ 227 milhões em multas ambientais no primeiro trimestre.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“O Estado julga com mais celeridade os processos de multas ambientais para responsabilizar infratores e, desde 2022, todos os novos processos tramitam de modo 100% digital no sistema Siga Responsabilização. O sistema proporciona maior controle e transparência para os órgãos de controle, sociedade e autuados”, diz trecho do comunicado emitido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente.

CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.