26.6 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 22 outubro, 2020
Início CENÁRIO AGRO Associação de Apicultores incentiva a produção de mel em Mato Grosso

Associação de Apicultores incentiva a produção de mel em Mato Grosso

A orientação aos produtores é começar com cinco colmeias para conhecer o manejo e a potencialidade da criação.
Por CenárioMT

O município de Colniza (1.065 km a nordeste de Cuiabá) tem uma demanda anual de 100 toneladas de mel e produz em torno de 30 toneladas ao ano. A produtora rural e vice-presidente da Associação dos Apicultores de Colniza (Aapicol), Maria Cristina Ferreira, está incentivando os agricultores a investirem nessa atividade econômica como uma importante fonte de renda, de sustentabilidade e preservação ambiental. Na região o litro do mel, que pesa em torno de 1.400 gramas, está sendo comercializado por R$ 50,00 a unidade.

De acordo com a vice-presidente, a associação possui uma agroindústria com equipamentos que foram cedidos pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) no ano de 2010. Toda produção de mel é centrifugada, embalada e rotulada na própria associação. Ela explica que as embalagens são de vidro e plástico e possuem diversos pesos: um litro, 280 gramas, 480 gramas, 500 gramas e sachês. Os produtos são comercializados nos mercados, farmácias e direto ao consumidor.

Em busca de expandir a produção, a Aapicol está orientando os agricultores a começarem a criação com apenas cinco caixas de abelhas para conhecer o manejo e conferir a sua potencialidade. “Além de ser um negócio viável a apicultura requer a atenção e o trabalho de todos os membros da família. O potencial para aumentar é grande e existem boas reservas florais e de floradas silvestres, que asseguram um mel de qualidade em nossa região”, destaca.

Com uma produção anual de 1.500 quilos de mel, a produtora possui 75 caixas de abelhas e produz em média 20 quilos de mel por caixa. Pretende ampliar a produção e chegar a cinco mil quilos de mel ao ano. Ela conta que a intenção é começar outro apiário com abelhas geneticamente melhoradas e mais produtivas. E tem auxiliado os produtores mostrando a potencialidade da atividade na produção de mel, própolis e geleia real.

Os produtos são comercializados nos mercados, farmácias e direto ao consumidor.

Trabalhando com a apicultura desde 2009, a produtora encontrou na atividade uma forma de renda e de preservação ambiental. Ela enfatiza que são vários produtos das abelhas que podem ser explorados pelo apicultor. O mel é um dos mais importantes produtos com suas qualidades nutricionais e um enorme mercado, a própolis, a geleia real e o pólen para uso medicinal. “As abelhas são fundamentais para o meio ambiente e para os seres humanos. Elas são polinizadoras, o que ajuda a manter a nossa vida na terra”, esclarece.

O médico veterinário da Empaer, Willian Kasper, fala da relevância da apicultura na agropecuária como um gerador de renda para os produtores, na ocupação da mão-de-obra familiar no campo, à polinização de espécies nativas e cultivadas, e à conservação da vegetação, uma vez que não é necessário desmatar para criar abelhas.

Ele destaca que a cidade de Colniza é considerada a capital do café e a utilização de colmeias durante o período de florada do café pode aumentar em 20% a produtividade do mel. A intenção é ampliar a produtividade para 40 quilos de mel por colmeia ao ano com a aquisição de abelhas rainhas selecionadas, resistentes a doenças e menos agressivas para facilitar o manejo.

Consideradas as principais polinizadoras do meio ambiente e agrícola, as abelhas são responsáveis pela produção de mel, pólen, própolis e geleia real, produtos naturais saudáveis utilizados para várias finalidades e também como fonte de renda familiar, quando produzidos dentro das normas técnicas corretas.

Bombeiros capturam colmeia alojada em residência de Alta Floresta



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas

Motociclista de Lucas do Rio Verde não resiste e morre após grave acidente

Jonas José Vargas Júnior, 21 anos, não resistiu e veio a óbito na noite dessa quarta-feira (21), após sofrer grave acidente de trânsito, no...

Lei sobre o uso de máscaras não vale? Isso é fake!

O uso de máscaras faciais para evitar o contágio com o coronavírus da covid-19 é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e...