Sem visitas, adolescentes internados no sistema socioeducativo de MT mantêm contato com a família por videochamada

0
Foto: Sistema Socioeducativo -MT

Os adolescentes internados nas unidades socioeducativas do estado estão mantendo contato com a família por meio de videochamadas, já que não podem receber visitas por causa do risco de contágio do novo coronavírus.

Nessa sexta-feira (3), a suspensão das visitas foi prorrogada por mais 15 dias pela Secretaria Adjunta de Justiça (Saju), ligada à Secretaria Estadual de Segurança Pública.

As chamadas serão feitas semanalmente até que as visitas sejam retomadas.

Além disso, está proibida a entrada de pessoas com sintomas de gripe nos Centros de Atendimento Socioeducativo (Case).

Também não será permitido o acesso de pessoas que fazem parte do grupo de risco como idosos, pessoas com asma, hipertensão e diabetes, além de gestantes, lactantes e crianças.

Estão suspensas ainda as atividades de assistência religiosa, cursos, treinamentos, eventos e outras atividades com aglomeração de pessoas. O cancelamento dessas atividades vale para os adolescentes e servidores do socioeducativo, com exceção das aulas realizadas no Centro de Atendimento Socioeducativo que terão a suspensão temporária.

Já os novos adolescentes oriundos de locais com casos confirmados serão separados e monitorados por sete dias, e notando a presença de algum sintoma da doença, o adolescente será encaminhamento imediatamente ao setor de saúde da unidade ou a unidade básica de saúde para ser avaliado e dar seguimento ao protocolo estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Continuam suspensas as transferências de adolescentes entre Centros de Atendimento Socioeducativo e interestaduais, exceto casos excepcionais, devidamente autorizados pelo Superintendente de Administração Socioeducativa e o recebimento de adolescentes oriundos de outros estados e países, e o recebimento de guloseimas e a entrega aos adolescentes.

Amazonia 03 de Junho