Polícia Penal apreende drogas e aparelho celular no CDP de Lucas do Rio Verde

Material ilícito estava em uma cela que abriga 14 detentos

0
;
;
;
;

 

Uma ação bem sucedida da Polícia Penal, responsável pela ordem e segurança do Centro de Detenção Provisório de Lucas do Rio Verde-MT, resultou na apreensão de seis trouxas de substancia análoga a maconha e um mini aparelho de celular. Arames também foram apreendidos.

Todo material ilícito, de acordo com o Policial Penal, Lima, estava em um buraco, localizado em uma cela com 14 reeducandos. Após uma revista, por volta das 13h00 desta quarta-feira (08), os objetos foram apreendidos.

“Foi uma operação da Polícia Penal de Lucas do Rio Verde. Na verdade esse material estava em um buraco anexo a essa cela. Foi presenciado pela equipe de plantão, quando eles (detentos) estavam manuseando, tentando esconder esses objetos. De pronto a equipe de intervenção da unidade conseguiu ter êxito em tirar de circulação todo esses objetos ilícitos”, salientou Lima.

“Lembrando que um aparelho de celular dentro de uma cela de uma cadeia, acaba sendo muito danoso a sociedade devido a seu poder de alcance para o cometimento de crimes”, acrescentou o policial.

Em seguida, os Policiais Penais encaminharam todo material para a Delegacia Judiciária Civil, onde um boletim de ocorrência foi registrado para as investigações sobre o caso.

Projetado para abrigar 140 detentos, atualmente o Centro de Detenção Provisório de Lucas do Rio Verde está superlotado, com 220 presos provisórios.

Mesmo com o número elevado de detentos, a equipe da Policia Penal trabalha 24 horas por dia para inibir a entrada de materiais ilícitos dentro do CPD.

“Lembrando ainda que há seis anos não registramos nenhuma fuga na unidade prisional. Isso é algo muito louvável. Mas claro, a superlotação é um problema grave e vamos procurar intensificar cada vez mais a fiscalização para deixar a população de Lucas do Rio Verde mais tranquila”, finalizou Lima.

Geralmente esses materiais ilícitos são lançados para dentro do pátio do CDP por comparsas de alguns detentos.


-
-