Artilheiro do Paysandu, Nicolas se declara para torcida: “gigante”

Autor do gol bicolor no jogo de ida da final da Copa Verde, o meio-campista quer fazer história com a camisa do Papão

0
Créditos: Mariana Sá / CBF

Autor do gol bicolor no jogo de ida da final da Copa Verde, o meio-campista quer fazer história com a camisa do Papão

O protagonismo do Paysandu caiu bem para o atacante Nicolas Johann. Contratado pelo clube no início da temporada, o artilheiro já marcou 12 gols em 40 jogos e quer mais. Autor do tento que deu a vantagem ao bicolor na decisão da Copa Verde, marcada para esta quarta-feira (20), às 21h, no Mangueirão, Nicolas falou à CBF sobre seu ano, expectativas e se declarou à torcida do Papão.


-Continua depois da publicidade ©-

– Foi um ano muito novo para mim. Estou longe de casa e pela primeira vez no Norte do país. Quando recebi o convite, me agradou bastante e optei por vir. Felizmente consegui ter um desempenho individual muito bom. O ano não foi da maneira que queria, pois tínhamos outros objetivos que não foram conquistados. Mas temos agora uma final pela frente e esperamos fazer um grande jogo. Estou muito feliz pela minha temporada no Paysandu e pelos gols, espero poder continuar com esse desempenho – analisou.

Invicto na competição, o Papão soma três vitórias e quatro empates na Copa Verde até agora. Além da boa campanha na competição, a equipe paraense ainda conta com um grande retrospecto no torneio, já que chegou à final em quatro das cinco edições e levantou a taça duas vezes.

– O professor Hélio (dos Anjos) chegou e deu um espírito de equipe muito bom, temos uma unidade de grupo muito forte. Porém, nada disso vale se não conquistarmos o nosso objetivo no jogo mais importante do ano. Estamos felizes pela campanha e o desempenho, vamos tentar coroar esse trabalho. A gente vai buscando degrau a degrau. Sabemos que nunca é fácil manter esse tipo de retrospecto. O Paysandu sempre foi muito forte na Copa Verde. O Cuiabá é um time muito forte, já conseguimos perceber também. Vamos tomar todo cuidado possível para não sermos surpreendidos – explicou Nicolas.

Preparando uma grande festa, a torcida bicolor já comprou mais de 20 mil ingressos antecipadamente para apoiar a equipe na decisão. As arquibancadas do Mangueirão prometem pulsar durante os 90 minutos. Para Nicolas, a famosa atmosfera do estádio será uma peça fundamental no jogo.

– A torcida do Paysandu é gigante e muito forte. Eles demonstraram isso ao longo do ano. Sempre ouvi falar muito, principalmente nos jogos no Mangueirão. Não tenho dúvidas que o estádio estará lotado, eles sempre fazem uma festa magnífica. Para recompensar todo carinho que eles têm, precisamos fazer nosso trabalho dentro de campo. Só assim a festa será completa.

As flechadas de Nicolas já são características e aguardadas pela torcida do Paysandu. O meio-campo comemora seus gols com gestos de flechas para os torcedores desde maio, quando um caso de preconceito repercutiu no estado. Desde então, ele faz o movimento, que ainda lembra o ídolo bicolor Robson. Nesta quarta-feira, a apaixonada torcida do Papão estará com expectativas altas para mais uma flechada: a do título.