;
;
;

 

Um caminhão Volvo foi apreendido no início da noite desta quinta-feira (14) em Lucas do Rio Verde-MT. Na caçamba do veículo, a Polícia Rodoviária Federal, com apoio da Polícia Militar e Polícia Civil, localizou uma carga de madeira ilegal, ou seja, sem a documentação exigida para extração e transporte.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

De acordo com subtenente PM Macedo, do 13º Batalhão, a polícia recebeu informação de que as margens da rodovia BR-163, havia um caminhão estacionado e possivelmente carregado com madeira ilegal.

Diante da informação, a guarnição foi até o local e constatou a veracidade dos fatos. Diante disso, a PRF foi acionada, tendo em vista que as ocorrências na rodovia federal são de sua jurisdição.


-Continua depois da publicidade ©-

“Esse veículo estava estacionado as margens da rodovia no perímetro urbano, sem a presença do motorista. Porém, identificamos que transportava carga de madeira em um veículo (caçamba) que não é comumente usado para o transporte desse tipo de carga, indicando irregularidade de modo que eles (suspeitos) tentam dissimular a carga em caminhão diferente”, salientou o policial rodoviário federal, Barbosa.

Ao fazer buscas O SISFLORA (Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais), a PRF teve a informação que o veículo tinha uma guia florestal vencida.

“A guia estava fora do prazo, portanto a carga toda estava desacobertada de documento de origem florestal. Um crime ambiental caracterizado e atrelado também ao crime fiscal. O caminhão foi apreendido e encaminhado para a delegacia de polícia de Lucas do Rio Verde e acionado os órgãos ambientais e fiscais para as providencias cabíveis”, acrescentou Barbosa.

A PRF apurou que a madeira tem origem a cidade de Nova Ubiratã e teria como destino a cidade de Acorizal.

“Nós localizamos um preposto representante da empresa que confirmou esse transporte, inclusive ele se aproxima do que foi declarado no último documento válido que esse caminhão já teve para o transporte de madeira”, finalizou o policial.