Justiça dá 48 horas para prefeito pagar salários atrasados de servidores em MT

0
Foto: Reprodução/TVCA

A Justiça determinou, nessa quarta-feira (18), que o prefeito de Santo Antônio de Leverger, a 35 km de Cuiabá, Valdir Castro (PSD), pague os salários atrasados dos servidores no prazo de 48 horas, a partir da data de notificação. Os servidores alegam que não receberam os salários de julho e agosto deste ano.

A Prefeitura de Santo Antônio de Leverger informou que ainda não foi notificada da decisão e que, por isso, não se manifestará sobre o caso.


Continua depois da publicidade-pix


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santo Antônio de Leverger (Sispumsal) entrou na Justiça com um pedido de liminar pedindo o bloqueio das contas do município para o pagamento dos salários.

Os servidores alegam que o prefeito não deu nenhuma justificativa sobre o atraso no pagamento. Além disso, eles afirmam que o prefeito estava pagando o salário apenas de alguns trabalhadores.

-Continua depois da publicidade ©-

Na decisão, o juiz Alexandre Chiovitti, da Vara Única de Santo Antônio de Leverger, diz ser proporcional atender parcialmente o pedido, determinando o pagamento dos salários em 48 horas, mas, se não a decisão não for cumprida, a prefeitura terá as contas bloqueadas.

Greve na educação

Na semana passada, os profissionais da Educação de Santo Antônio de Leverger entraram em greve por atraso de salário e das más condições de trabalho.

À época, a prefeitura havia informado que estava com dificuldades financeiras, o que estava refletindo no pagamento dos servidores.

A presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), Claudinete Magalhães da Silva, afirmou que a categoria está há três meses sem receber salário e que estão sem condições de trabalho.

Segundo ela, cerca de 30 unidades, a maioria creches que atendem crianças até 5 anos aderiram à greve por tempo indeterminado.





-Patrocinador-