Matogrossense participa de torneio mundial de boliche em Las Vegas

0
O Brasil estará representado no Campeonato Mundial Adulto Feminino de Boliche – 2019, entre os dias 22 e 30 de agosto de 2019, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A seleção será formada pelas atletas Stephanie Martins (SP), Lúcia Vieira (RJ), Lea Badaró (DF) e Raquel Tenuta (MT).
Assim como o basquete e o futebol americano, o boliche é um esporte de muita visibilidade nos Estados Unidos e as temporadas dos campeonatos universitários e profissionais têm jogos transmitidos pela televisão. “Naquele país, o nível dos atletas é altíssimo e os investimentos na modalidade garantem esse profissionalismo”, explica o presidente da CBBOL, Guy Igliori.
O Campeonato é o mais famoso evento para mulheres na modalidadee será promovido nas pistas do South Point Hotel Casino. Dia 22 serão os treinos livres e no dia 23 tem treino oficial e cerimônia de abertura. Nos dias 29 e 30, ocorrem semi-finais e finais, além de cerimônia de entrega de medalhas.  Acompanhe a transmissão ao vivo em https://2019wwc.worldbowling.org/watch-live/
As atletas 
Em 2018, Stephanie Martins foi campeã pan-americana e bateu o recorde da modalidade com pontos superiores ao recorde da categoria masculina.
Ela começou a jogar aos 8 anos, como brincadeira. Aos 12 já disputava o circuito nacional e aos 15 participou do primeiro internacional. Com 24 anos se tornou jogadora profissional nos Estados Unidos. “O meu objetivo é estar entre as 24 melhores mulheres na classificação final”.
Lúcia Vieira participou do primeiro Mundial de equipe em 1987, em Helsinki.Las Vegas é a sexta oportunidade do tipo. Lúcia é uma das poucas atletas que estiveram nos dois únicos Mundiais individuais acontecidos até agora, em 2012 e 2016. Já esteve em dois Jogos Pan-americanos. Tricampeã individual brasileira, ganhou o último título este ano. Tem uma medalha de ouro em jogos Odesur e várias de prata. Ganhou o troféu Brasil Olímpico dado pelo Comitê Olímpico Brasileiro em 1999 como melhor atleta do boliche e é vice-campeã individual Panamericana Senior em 2013. Dona de medalha de ouro em Sul-americano Sênior em dupla com o marido Márcio Vieira, participará  também do terceiro Mundial Sênior. “Espero que a equipe brasileira tenha uma boa participação nesse Mundial e que eu possa representar bem o Brasil.
Lea Badaró joga boliche há 34 anos e já participou de jogos Odesur, Pan-americano e Interamericano. Medalha de ouro na Costa Rica em 2013, aos 61 anos tem uma partida perfeita e já foi campeã brasileira, participando de campeonatos nacionais e internacionais. “É sempre uma honra representar o Brasil. Nessa viagem participarei do Mundial Adulto e em seguida do Mundial Senior. A expectativa é grande. Espero alcançar meus objetivos e desfrutar de cada momento”, afirma a atleta.
Atleta Raquel Tenuta
Aos 30 anos, a matogrossense Raquel Tenuta começou a jogar boliche há menos de um ano e já participou de vários eventos nacionais. Sobre o desafio do Campeonato Mundial de Boliche ela destaca: “É uma emoção muito grande, pois é uma honra poder vestir a camisa verde e amarela e representar nosso país. Estou vivendo um momento mágico em minha vida, um sentimento inexplicável“.
Torneio mundial sênior
Na sequência, e no mesmo local, será realizado também o Campeonato Mundial de Boliche Sênior, que inclui os melhores atletas de todo o mundo e ocorre a cada dois anos. Participam jogadores com 50 anos de idade ou mais. O evento será entre os dias 2 e 10 de setembro de 2019, com treinos oficiais no dia 3, mesma data da cerimônia de abertura. A entrega de medalhas começa no dia 4. O Brasil será representado pelos atletas Renato Castelões , Márcio Vieira, Mário Farias, Eduardo Issa, Lúcia Vieira, Lea Badaró, Vanessa Andrade e Cristina Muelas. Saiba mais nas nossas redes @bolichebrasil.




-Patrocinador-