Família de venezuelanos vive em situação precária e pede ajuda para conseguir emprego

0
Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Há nove meses em Cuiabá, O casal de venezuelano Yeison Jesus Diaz Buila, de 30 anos e Aurimar Ramirez, de 24, andam pelas principais avenidas de Cuiabá em busca de uma oportunidade de emprego. Pais do Yeiberson de dois anos e do Aroon de 10 meses, o casal mora com mais oito pessoas em uma residência precária e improvisada em um grilo próximo a Ponte de Ferro, no Coxipó do Ouro. A família passa dificuldades e pede ajuda com alimentos e principalmente, para conseguir trabalho.

Yeison conta que trabalhou seis meses na área da construção civil, mas recebeu pouco mais de mil reais, pois só ganhava pela diária. Sua esposa, Aurimar vive de fazer bicos e diárias, mas lamenta a dificuldade para se conseguir trabalho. “As pessoas não confiam, são poucas as que me chamam para trabalhar e eu sei limpar casa certinho, aceito emprego em outra área também”, diz.

“Não temos comida e nem dinheiro. Pediram R$ 15 mil em um lote la no grilo, mas não temos de onde tirar o dinheiro, não temos nenhuma ajuda do governo pra nada. Estamos procurando emprego ou qualquer coisa para comer”, afirma Yeison.

O venezuelano tem formação em mecânica industrial, mas disse que aceita emprego em qualquer área. Ele anda pelas principais avenidas da capital com um cartaz pedindo ajuda, os documentos pessoas e algumas cópias do seu currículo profissional.

“Quero uma colocação onde eu possa exercer minhas qualificações de modo a servir com entusiasmo, competência e honestidade o empregador e demais colaboradores”, diz em trecho do documento.

Para quem quiser e puder ajudar o casal, tanto financeiramente quanto com fraldas, leite, alimentos e até oportunidade de emprego, pode entrar em contato pelos telefones (65) 9 9359-2490 ou (65) 9 9217-8171