Entre motivos para calamidade financeira, governo de MT aponta aumento na folha de pagamento dos servidores

0

O governo estadual divulgou dados relativos aos últimos 15 anos na tentativa de explicar os motivos que culminaram no estado de calamidade financeira decretado pelo governador Mauro Mendes no dia 17 de janeiro, logo após assumir o Palácio Paiaguás.

Foto: Secom-MTSECOM

Segundo o governo, um dos motivos que travam o desenvolvimento é o pagamento da folha salarial dos servidores de todos os Poderes.

Dados divulgados pelo governo mostram que enquanto a arrecadação de Mato Grosso aumentou 342% nos últimos 15 anos, o gasto com o salário dos servidores públicos de todos os Poderes aumentou 678% no mesmo período.

“Nos últimos 15 anos, o número de servidores ativos, aposentados e pensionistas cresceu. Daqui a 5 anos, teremos mais aposentados e pensionistas do que servidores na ativa”, diz vídeo divulgado pela equipe do governo.

Atualmente, segundo o governo, a dívida deixada pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB) chega a R$ 3,575 bilhões.

Outro dado importante sobre estado passar por período de calamidade financeira é que em 2003, a arrecadação de ICMS era o bastante para pagar os servidores, mas em 2018 o ICMS pagou apenas a metade da folha salarial,



Últimos 15 anos

  • Receita do estado aumentou 342%
  • Folha de pagamento dos servidores aumentou 678%
  • Inflação acumulada foi de 94%
  • Despesas para manutenção do estado aumentaram 138%.

Ainda segundo o governo, neste cenário, 11.424 fornecedores estão sem receber, 335 obras paralisadas, 398 escolas estão em péssimas condições. 23 mil km de estradas estão sem asfalto e 5 mil km precisam de manutenção.