Equipe do Samu participa de curso sobre atendimento pré-hospitalar

Ao todo, 40 profissionais que atuam na Capital e nos municípios de Chapada dos Guimarães, Poconé e Várzea Grande estão sendo capacitados.

0

Os profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão participando, nesta quarta-feira (13), de um curso de atualização para atendimento Pré-Hospitalar (APH) com enfoque em primeiros socorros às vítimas de acidente.

Ao todo, 40 profissionais, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares, que atuam na Capital e nos municípios de Chapada dos Guimarães, Poconé e Várzea Grande, estão participam da capacitação. O curso possui carga horário de 8h/aulas e está sendo ministrado pelos profissionais do próprio Samu que possuem mais tempo de experiência na área.

Estão participando profissionais novatos ou que estiveram um tempo afastados das atividades práticas do Samu

Os servidores serão capacitados em 10 modalidades práticas: retirada, imobilização, mobilização com colar cervical, avaliação primária e secundária, rolamento em prancha, retirada de capacete, parada cardiorrespiratório, reanimação, ovace – obstrução das vias aéreas, mobilização de membro e pelve e extricação rápida (retirada da vítima de dentro do carro). Todos que participaram receberão uma declaração de conclusão que possui o mesmo valor de um certificado.

De acordo com a responsável pela organização do curso, Vanessa Rezende, é sempre importante aprimorar o conhecimento dos profissionais que atuam no Samu. “O objetivo é cada vez mais melhorar a eficiência do serviço, garantindo um bom atendimento ao paciente e também evitando algum tipo de lesão. Se uma pessoa que sofre um acidente de carro for retirada de forma errada, pode ter sua situação agravada”.



De acordo com a coordenadora técnica, Patrícia Ferreira, todos os profissionais com pouco tempo de atuação no Samu tiveram que obrigatoriamente realizar a capacitação. “Foram escolhidos, obrigatoriamente, os novatos, alguns com dois meses de atuação e outros com um ano de atuação. Além deles, servidores que voltaram de alguma licença e ficaram um tempo sem trabalhar”.

A enfermeira Sidelina Pereira, da cidade de Poconé, é uma das profissionais que está participando da capacitação e disse que é importante para quem trabalhar na área da saúde estar constantemente se atualizando, para ter acesso a novos métodos de bom atendimento ou se adequando a novos protocolos.

A retirada adequada de uma vítima de acidente de dentro do veículo é fundamental para não ter sua situação agravada