Jucemat instala chat para agilizar atendimento ao cidadão

Ferramenta integra o projeto Junta Digital e tem o objetivo sanar dúvidas dos usuários na hora de abrir e dar baixa nas empresas

0

Quatrocentos e vinte pessoas são atendidas por dia no chat da página da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat). A ferramenta está à disposição da população há 20 dias e desde então, os clientes estão atendidos de forma instantânea quando possuem alguma dúvida sobre os serviços da autarquia, bem como abertura, alteração de informações e baixa de empresas.

Conforme os dados de produtividade, 8.407 empreendedores e contadores tiveram suas dúvidas sanadas desde 15 de janeiro. O secretário-geral da Jucemat, Julio Müller, explica que todos os dias cinco servidores ficam em frente aos computadores em função do chat. Antes, eles atuavam no atendimento presencial, que foi praticamente extinto no começo do ano, quando o programa Junta Digital passou a funcionar e aboliu os processos físicos, migrando tudo para o site.

O grupo consegue atender mais de uma pessoa ao mesmo tempo, sendo que as principais dúvidas se dividem em três categoria: as informações gerais, que mostram a localização de informações já disponíveis no site; as exigências, que tratam de detalhes sobre a solução de pendências processuais; e a rede simples, responsável por atuar nos defeitos do sistema.

Müller explica que as pessoas perguntam de tudo. “Os questionamentos vão desde quanto custa uma certidão até como proceder em um processo de espólio”.

Com a implantação da ferramenta, o número de reclamações na ouvidoria reduziu exponencialmente, avalia o secretário. A maioria das queixas estava relacionada a demora ou ausência de esclarecimentos, o que não acontece mais porque o sistema permite acompanhar o chamad,o da abertura à conclusão. “O impasse do atendimento não era causado pelo servidor e sim pela estrutura arcaica do nosso sistema de telefonia. Agora, as pessoas quase não ligam mais, preferem o chat”.

Junta Digital

A ferramenta foi adotada para agregar ao processo de transição da Junta para a era digital, finalizada no ano passado. Entre os ganhos com a modernização estão a agilidade e barateamento dos processos.

Os empresários deixaram de peregrinar entre os órgãos públicos para conseguir a inserção no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), essencial para o empreendedor pleitear financiamentos, acesso a programas governamentais e até mesmo fazer as compras de insumos.

Vale lembrar que todos os órgãos envolvidos na abertura de uma empresa passaram a integrar o sistema e atualmente todos os procedimentos realizados via site duram em média 2h30. Quando os serviços dependiam de processos físicos, a média era 24 dias ou 576 horas.

Atendimento

Durante o horário comercial, os atendimentos são instantâneos, mas fora do período, bem como finais de semana, as dúvidas geram um e-mail, que é encaminhado aos atendentes e respondido no próximo expediente.