Uso consciente é fator preponderante para conservação de banheiros públicos

0

O descarte incorreto de produtos não reutilizáveis tem sido o principal responsável por entupimentos do sistema de esgoto

Reinaugurada em junho de 2018, a Praça Ipiranga foi reconstruída tomando como base um conceito que garantiu a união entre a preservação de um patrimônio histórico com a aplicação de melhorias que trouxeram uma configuração moderna para o local. Um desses pontos que contribuíram para a nova roupagem foi a construção de banheiros públicos para atender os milhares de cuiabanos que passam diariamente pelo espaço.

Todavia, para que toda essa estrutura funcione de forma eficiente, garantindo a preservação ambiental e o bom estado de conservação, é necessário que haja uma sincronia entre o trabalho de manutenção e o uso consciente do espaço. De acordo com o secretário municipal de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa, o descarte incorreto de produtos não reutilizáveis nos vasos sanitários tem sido o principal responsável por situações de entupimentos do sistema de esgoto.

“Para que o local esteja sempre em boas condições, é necessário que o cidadão também entenda seu papel nesse processo de preservação. Parece algo extremamente óbvio de dizer, mas temos que pedir para as pessoas não descartar no vaso sanitário papel higiênico, embalagem de alimentos, cigarro ou qualquer outro tipo de item. Infelizmente, esses materiais têm sido encontrados, frequentemente, nas limpezas. E são eles que fazem com que tenhamos que interditar o local por alguns dias para realizar o desentupimento”, explica Stopa.

Os banheiros foi construído com toda preocupação de assegurar um espaço acessível para todos os cidadãos, bem cuidado e levando em consideração fatores ecológicos. Nesse sentido, além dos equipamentos característicos, a Prefeitura de Cuiabá edificou ainda uma pequena estação de tratamento de esgoto. Todo o sistema conta com uma caixa de passagem, uma fossa e três filtros, que fazem com que os dejetos cheguem à rede coletora da região sem gerar prejuízos à natureza.

“Quando decidimos revitalizar a Ipiranga, o prefeito Emanuel Pinheiro nos orientou a encontrar uma maneira de contemplar o espaço com os banheiros públicos. A praça recebe um grande fluxo de pessoas e entendemos que uma estrutura como essa é extremamente necessária para atender a população”, pontua o gestor.