Desenvolve MT recebe 12º Certificado de Responsabilidade Social

Desenvolve MT recebe 12º Certificado de Responsabilidade Social

0

Pela 12ª vez consecutiva a Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (Desenvolve MT) é homenageada com a entrega dos Certificados de Responsabilidade Social, realizada pela Assembleia Legislativa. O evento ocorreu nesta segunda-feira (03), no auditório Renê Barbour, em Cuiabá.

Esta é a 13º edição da concessão do selo criado pelo poder legislativo de acordo com a Lei nº 7.687 de junho de 2002 e o Edital de 2018. A instituição de fomento ficou na categoria “moções de congratulações” por ter se destacado e colaborado em prol da difusão da responsabilidade social do Estado de Mato Grosso.


#Patrocinador

O certificado indica a qualidade das relações com os empregados, o cumprimento das cláusulas sociais, a participação dos empregados nos resultados econômicos e as possibilidades de desenvolvimento pessoal, além da forma de interação com a comunidade e a relação com o meio ambiente.

O presidente da Agência de Fomento – Desenvolve MT, José Adolpho, disse que se sente honrado por receber a homenagem. “Desde que iniciei a gestão na Desenvolve MT [em janeiro de 2018], eu e a minha equipe temos nos empenhado em oferecer ao micro e pequeno empreendedor do Estado treinamentos e consultorias. Ser reconhecido pelo nosso trabalho é motivo de muito orgulho”, afirmou Adolpho.

  Cerca de 33 cidades de Mato Grosso está com alerta de granizo e temporal

Em 2018, 55 empresas, fundações, associações e cooperativas foram aprovadas para receber o certificado. A avaliação é feita pela Comissão Mista de Responsabilidade Social de Mato Grosso, que reúne representantes de diferentes entidades como OAB-MT, Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso, além da Assembleia Legislativa.

A sessão solene foi presidida pelo deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM). “É uma grande honra certificar quem ainda acredita no ser humano e não busca só o lucro”, revelou. “Espero que essas 55 empresas inspirem outras para que possamos chegar a 60, 70 certificados nos próximos anos”, completou o parlamentar.

| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui