Autoridades aplicaram quase 1,2 milhão de multas em Mato Grosso

0
Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

O Anuário Estatístico 2018, elaborado pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT), revela que as autoridades já aplicaram quase 1,2 milhão de multas no Estado. A principal infração é a de alta velocidade. O número de irregularidades constatadas é 38% superior ao do ano anterior da pesquisa.

Em 2016, a pesquisa aponta que foram 862.887 infrações em todo o Estado. Já no ano passado, o número subiu 38% e chegou a 1.192.135 multas.


A principal infração cometida pelos condutores em Mato Grosso é a de transitar em velocidade superior a máxima em até 20% (369.428). Depois, aparecem: transitar em velocidade superior a máxima permitida entre 20% e 50% (85.868); avançar o sinal vermelho do semáforo eletrônico (76.044); deixar o condutor de usar cinto de segurança (74.157) e em movimento, de dia, deixar de manter acesa luz baixa nas rodovias (42.786).

Ao todo, Mato Grosso conta com uma frota de 1.979.951 veículos para 3.344.544 habitantes (estimativa de 2017). Dos condutores de Mato Grosso, 1.262.751 possuem Carteira Nacional de Habilitação (CNHs).

  Prefeitura homenageará colaboradores históricos do município com honraria máxima de Nova Mutum

O Anuário Estatístico 2018 traz informações do trânsito no Estado, como a evolução da frota de veículos e de condutores, quantitativo de multas e de acidentes, referentes ao ano de 2017.

Conforme a equipe de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest) do Detran, o “objetivo do anuário é ser catálogo de informações estatísticas, pondo-as ao alcance da compreensão de um amplo público, as entidades públicas e privadas direta ou indiretamente ligadas ao trânsito, sendo de papel fundamental para o aumento dos investimentos na melhoria viária e rumo para as políticas públicas voltadas ao trânsito”.

O presidente da autarquia, José Eudes Malhado, afirmou que a segunda edição do anuário representa um avanço histórico nos registros de dados e informações do órgão.

“Esse documento será utilizado como instrumento de pesquisa para o planejamento de trabalhos dos órgãos e entidades na promoção de ações efetivas para a promoção da segurança no trânsito”, afirmou.


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui