26.9 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 21 janeiro, 2022
Publicidade
InícioVídeoVídeo polêmico do Bradesco que irritou pecuaristas; CONFIRA

Vídeo polêmico do Bradesco que irritou pecuaristas; CONFIRA

Por CenárioMT

As imagens que provocaram a reação negativa mostram três influenciadoras digitais que defendem a redução do consumo de carne.

O trio dá dicas de como fazer isso, entre elas, aderir à “Segunda-feira sem Carne”.


--Continua depois da publicidade--

“Que tal escolher um prato vegetariano?”, sugere uma das mulheres que aparecem na peça. “A criação de gado contribui para a emissão de gases de efeito estufa”, afirmou outra participante, no vídeo.

Nota do Bradesco

Retratação do Bradesco O Bradesco divulgou uma  “carta aberta” divulgada nesta sexta-feira (24/12). No documento,  reafirma seu apoio ao agronegócio brasileiro e sua “crença indelével” no setor como vetor de crescimento do país. No comunicado, o Bradesco diz que a posição manifestada por “influenciadores digitais” em relação ao consumo de carne bovina é “descabida”, mas reconhece que, “lamentavelmente”, acabou associada à empresa. “Importante dizer que tal posição não representa a visão desta casa em relação ao consumo da carne bovina. Pelo contrário. O Bradesco acredita e promove direta e indiretamente a pecuária brasileira e por conseguinte o consumo de carne bovina”, diz a carta. O documento reitera ainda que o conteúdo foi retirado de qualquer ambiente público e foram adotadas “ações administrativas internas severas”.

NOTA DE REPÚDIO

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins – FAET, legítima representante do setor produtivo rural tocantinense, vem a público manifestar o seu repúdio ao comercial do banco Bradesco que associa a pecuária brasileira à destruição da camada de ozônio, incitando o público a reduzir ou deixar de consumir carne como forma de proteger o meio ambiente.


--Continua depois da publicidade--

A mensagem surpreende e decepciona porque o Bradesco é uma instituição financeira que sempre esteve ao lado do produtor rural brasileiro, sendo parceiro em diversas iniciativas que estimulam a produção agropecuária em todo o país. E da mesma forma, é sabedor de que esse discurso pseudo ambiental já foi devidamente rechaçado e desmascarado por especialistas no mundo todo, por não apresentar base que o sustente.

O comercial do Bradesco agride quem trabalha e produz no campo e também contraria o comportamento de seus gestores e funcionários que costumam dispensar outro nível de atenção e consideração ao produtor rural.

A pecuária e o setor produtivo rural do Tocantins e do Brasil se sentem indignados com a postura contraditória do Bradesco e exige uma retratação pública da instituição que reconheça o setor pela sua relevância estratégica de produtor de alimentos para o mundo e por trabalhar com práticas sustentáveis, sempre em busca de mais produtividade com os menores impactos ambientais possíveis, porque o produtor rural do Tocantins e do Brasil sabe que está na terra e na natureza a base de tudo que ele faz.

Exigimos respeito! Retratação já!

PAULO CARNEIRO – Presidente da FAET

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Publicidade

Redes sociais

107,370FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,127SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Gestores e coordenadores da Rede Municipal foram empossados nesta sexta-feira (21) em Lucas do Rio Verde
janeiro 21, 2022
Lucas do Rio Verde
‘Férias na Biblioteca’ inicia ações do ano com oficinas da Secretaria de Cultura em Lucas do Rio Verde
janeiro 21, 2022
ACOMPANHAMENTO
Covid-19: Miguel Vaz diz que situação está sendo atentamente monitorada, mas não descarta medidas rígidas
janeiro 21, 2022
COVID-19
Com 186 novos casos, Lucas do Rio Verde chega a 585 pessoas contaminadas
janeiro 21, 2022