Brasileiro de 13 anos é medalhista de bronze na Olimpíada Internacional de Matemática

Jovem chileno-brasileiro Gabriel Bastos, membro de sociedades de Alto QI, foi medalhista em competição internacional de matemática

Fonte:

Gabriel Bastos Andrade MF Press Global 2

O jovem chileno-brasileiro Gabriel Bastos Andrade, de apenas 13 anos de idade, foi destaque na nova edição da Olimpíada Internacional de Aptidão Matemática (GJMAT – Global Junior Math Aptitud test).

Gabriel tem 155 pontos de QI, é membro de três Sociedades de Alto QI, a Intertel, a IIS e a ISI Society, uma das mais restritas do mundo, exigindo para a seleção de novos membros, além de mais de 148 pontos sd 15, comprovações de criatividade e uso de testes genéticos e testes de QI supervisionados. Ele também já teve uma publicação sobre a “Teoria da Gravidade de Higgs”, na plataforma da ISI Society.

De acordo com Carla Bastos, mãe de Gabriel, o filho desde pequeno mostra aptidão para a ciência e pretende ser cientista quando crescer.

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

Desde muito pequeno, Gabriel sempre gostou muito de aprender e mostrou uma aptidão especial para as ciências, aos 7 anos ele nos surpreendeu ao escrever um livro sobre ‘La Leyenda del Big Bang’. Ele é fã de vários cientistas como Nikola Tesla, Albert Einstein e Isaac Newton e tem o sonho de ajudar a NASA na construção de uma sonda quando crescer”, afirma

Gabriel também é fluente em três idiomas (inglês, espanhol e português) e já foi medalhista em olimpíadas nacionais, como a OBMEP – Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, a OBA – Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, a OBF – Olimpíada Brasileira de Física, OBRL – Olimpíada Brasileira de Raciocínio Lógico e a ONC – Olimpíada Nacional de Ciências.

Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues, Colunista do Cenário MT é um Pós-doutor e PhD em neurociências eleito membro da Sigma Xi, The Scientific Research Honor Society e Membro da Society for Neuroscience (USA) e da APA - American Philosophical Association, Mestre em Psicologia, Licenciado em Biologia e História; também Tecnólogo em Antropologia com várias formações nacionais e internacionais em Neurociências e Neuropsicologia. É diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito (CPAH), Cientista no Hospital Universitário Martin Dockweiler, Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, Membro ativo da Redilat, membro-sócio da APBE - Associação Portuguesa de Biologia Evolutiva e da SPCE - Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Membro Mensa, Intertel e Triple Nine Society, sociedades de pessoas com alto QI.