Técnica de enfermagem que atuava na linha de frente em duas cidades de SC morre por Covid-19 e recebe homenagem

0
Foto: Redes sociais/Reprodução

Mais um profissional da saúde morreu por causa do coronavírus em Santa Catarina. A técnica de enfermagem Jaqueline Bonetti Bianco, de 37 anos, atuava na linha de frente contra a Covid-19 em Blumenau e Indaial, no Vale do Itajaí. Amigos, colegas de profissão e familiares formaram um círculo em volta do carro fúnebre onde estava o corpo dela e prestaram homenagem com sirenes de ambulâncias, orações, aplausos e balões.

“Pessoa ímpar, alegre, contagiante, competente, profissional muito dedicada ao que estava fazendo”, disse uma das colegas de trabalho de Jaqueline, que preferiu não se identificar.

Jaqueline morreu na manhã de terça-feira (11) no hospital de Timbó, também no Vale, onde ficou um mês internada na unidade de terapia intensiva (UTI). Mesmo sem problemas de saúde, ela acabou não resistindo à doença e deixou dois filhos de 3 e 14 anos, marido, além de outros familiares, amigos e colegas de trabalho.

A Prefeitura de Indaial, cidade onde ela também morava além de trabalhar, decretou luto oficial de três dias. O município tem 1.137 casos confirmados de coronavírus e 10 mortes. Em todo estado são mais de 112 mil diagnosticados e 1,6 mil mortes.

Na tarde de terça, dezenas de pessoas, usando máscaras, se reuniram em frente ao Serviço de Atendimento Integral à Saúde (Sais) de Indaial para homenageá-la.

Ela trabalhava há um ano no local e também no ambulatório do bairro Garcia em Blumenau. Por isso, alguns colegas de Blumenau também foram na cidade vizinha para a última homenagem.

“O carro fúnebre passou pelo Sais. O carro permaneceu no pátio para que fosse feito uma oração, uma salva de palmas e a soltura de balões. O corpo seguiu para a cidade de Orleans [no Sul do estado], de onde ela era natural e mora a família”, detalhou Flavio Molinari, presidente da Câmara de vereadores de Indaial, que conhecia Jacqueline e registrou imagens da homenagem.

As duas cidades onde Jaqueline trabalhava ficam na região de saúde do Médio Vale do Itajaí, que foi da situação gravíssima para grave nesta quarta-feira (12), segundo o mapa de risco do governo catarinense. Com a mudança de classificação, Blumenau anunciou relaxamento de medidas.

O mapa foi atualizado nesta quarta-feira (12) e Santa Catarina voltou a ter 12 das 16 regiões de saúde em situação gravíssima por causa do coronavírus, sendo que em três delas o transporte coletivo foi retomado na segunda-feira (10).

Leia também: Resultado das loterias de hoje (23/09/2020)


Amazonia 03 de Junho