13.3 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 30 julho, 2021
InícioMUNDORio vacina todos os adultos até 31 de agosto; adolescentes em setembro

Rio vacina todos os adultos até 31 de agosto; adolescentes em setembro

Grávidas e puérperas a partir de 18 anos e sem comorbidades também foram incluídas e podem comparecer aos postos entre os dias 21 e 26 de junho.
Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro antecipou o calendário de vacinação contra a covid-19. As novas datas preveem que todas as pessoas com 18 anos ou mais sejam imunizadas com a primeira dose até o dia 31 de agosto. Em setembro, os adolescentes de 12 a 17 anos recebem a vacina. Também foram incluídas as grávidas e puérperas a partir de 18 anos e sem comorbidades, que podem comparecer aos postos na próxima semana, entre os dias 21 e 26 de junho.

O calendário anterior previa imunizar as pessoas acima de 18 anos até o dia 21 de outubro. Com a mudança, o governo antecipa a vacinação em um mês e 21 dias. Os adolescentes foram incluídos agora, após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar a vacina da Pfizer para crianças com 12 anos de idade ou mais.


--Continua depois da publicidade--

O anúncio da mudança no calendário e da inclusão de novas faixas etárias foi feito hoje (18), durante a apresentação do boletim epidemiológico. Segundo o prefeito, Eduardo Paes, o calendário inicial foi previsto com “bastante folga” e conforme a previsão de entrega das doses pelo Ministério da Saúde. Como, na prática, a vacinação tem ocorrido com tranquilidade e há as doses estão sendo entregues com regularidade, foi possível antecipar o calendário.

“Num primeiro momento a gente começa ainda respeitando alguns critérios do calendário anterior e no mês de julho e agosto, principalmente em agosto, tem a previsão de chegada de muita vacina. Isso vai nos permitir acelerar quase um dia para cada idade. Cada dia que a gente ganhar é diminuir a chance de o vírus contaminar um cidadão brasileiro, isso permite que esse cidadão esteja protegido e acabe não tendo o caso mais grave da doença.”

Para a próxima semana, o calendário por idade prevê mulheres de 49 anos ou mais na segunda-feira (21) e homens dessa idade na terça-feira (22). Na quarta-feira (23) ocorre a repescagem para 49 anos e profissionais da educação. Na quinta-feira serão as mulheres de 48 anos, na sexta-feira os homens e no sábado qualquer pessoa com 48 anos ou mais. Nos dias 28, 29 e 30 de junho serão vacinadas as pessoas com 47 anos.

Em julho serão contempladas as pessoas entre 46 e 38 anos e, em agosto, entre 37 e 18 anos. Setembro começa com meninas de 17 anos no dia 1º e meninos de 17 anos no dia 2, seguindo esse escalonamento por idade e sexo até o dia 15 de setembro, quando ocorre a repescagem para todos os adolescentes a partir de 12 anos.


--Continua depois da publicidade--

Também presente na apresentação, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou que o país pretende vacinar todas as pessoas acima de 18 anos ainda em 2021, com a primeira dose até setembro e a segunda até dezembro. Segundo ele, já foram distribuídas 110 milhões de doses de imunizantes contra a covid-19 para todo o país.

“Nós já contratamos 200 milhões de doses e as entregas têm sido pontuais. Ontem, nós aplicamos mais de 2 milhões de doses de vacinas, temos 38 mil salas de imunização pelo Brasil. Já temos 630 milhões de doses contratadas e há uma segurança da entrega dessas doses”, garantiu.

Boletim epidemiológico

Segundo o boletim epidemiológico apresentado pela prefeitura, o atendimentos por síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave (SRAG) nas urgências e emergências apresentou uma leve queda após o pico de abril e agora registra leve alta, tendendo para a estabilidade. Os casos confirmados de covid-19 tiveram uma alta nessa semana, mas abaixo do aumento visto nas semanas anteriores. A curva de óbitos segue a mesma tendência, mostrando a diminuição da faixa de idade das vítimas, conforme aumenta o número de vacinados entre os mais velhos.

O Mapa de Risco do município para a contaminação por covid-19 segue em laranja há cinco semanas, indicando risco alto. Com isso, as medidas restritivas em vigor permanecem as mesmas até pelo menos o dia 28 de junho.

A vacinação alcançou ontem a metade dos moradores da cidade maiores de 18 anos, com a primeira dose aplicada em 2,6 milhões de pessoas. A meta é vacinar 5,2 milhões de moradores na cidade. Segundo a prefeitura, cerca de 70 mil pessoas estão com a segunda dose em atraso e os postos estão fazendo uma busca ativa para que elas completem a imunização. Um total de 18,4% do público-alvo já recebeu as duas doses.

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Gosta de economia, assistir séries, filmes de ação e gosta de videogames. Editor no CenárioMT nos cadernos de Economia e Mundo, mas nem por isso deixa uma notícia regional em branco, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.
- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

VACINAÇÃO CONTRA COVID-19
“Vão ter que esclarecer no MP”, diz secretária sobre pessoas que tomaram dose extra de vacina em Lucas
julho 29, 2021
SAÚDE
Lucas do Rio Verde volta registrar óbito em decorrência da Covid-19
julho 29, 2021