32.5 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 23 julho, 2021
InícioMUNDOProfessor de escola estadual morre de Covid aos 46 anos: 'Era amado...

Professor de escola estadual morre de Covid aos 46 anos: ‘Era amado por todos’, diz ex-aluna

Por Júlia Martins, G1 Sorocaba e Jundiaí

O professor Sidney Gasparelo morreu de Covid-19 aos 46 anos, na última sexta-feira (4), em Sorocaba (SP). Ele foi internado no dia 31 de maio e intubado no dia 2 de junho, mas não resistiu à doença.

Atuante nas lutas em defesa da educação e integrante do coletivo “Na Escola e Na Luta”, Sidão, como era conhecido pelos amigos, trabalhava como professor de história nas escolas estaduais Rafael Orsi e João Rodrigues Bueno.


--Continua depois da publicidade--

Segundo o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo​ (Apeoesp), o professor estava trabalhando presencialmente quando foi infectado.

Ele passou seis dias internado no PA da zona oeste e, um dia antes da morte, foi transferido para um hospital conveniado do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe), em São Paulo (SP).

‘Tocou a vida de muita gente’

 

Desde cedo na carreira, Sidney deu aulas para Kethyrin Narielle na escola Rosemary de Mello Moreira Pereira, no bairro Vitória Régia. Os dois construíram uma amizade mesmo fora da sala de aula e o professor chegou a ser um apoio para a jovem durante um momento difícil da vida dela.


--Continua depois da publicidade--

“Ele era o tipo de professor que não tinha inimizade com ninguém, nem com o pior aluno da sala. Brincava muito, fazia piadas e ensinava muito bem. Brincávamos que ele era o ‘professor galã'”, relembra.

 

Kethyrin teve aulas com Sidney dos 14 anos de idade até se formar no ensino médio. Hoje, com 30 anos, atua como autônoma e conta que, mesmo anos depois de ter saído da escola, mantinha uma grande amizade com o ex-professor.

“Conversávamos todos os dias. Inclusive, teve um período muito difícil da minha vida em que eu tinha acabado de passar por um divórcio e ele me ajudava muito. Me mostrava que eu era capaz de ser feliz, de criar meus filhos. Me incentivou muito e foi isso que me ajudou”, conta.

Após a morte do professor e amigo, Kethyrin tenta reunir forças para lidar com a saudade que ficou.

“Na última vez que conversamos, falei para ele que ele fazia parte da minha vida. Se não fosse ele, eu não teria me levantado de novo. Ele tocou a vida de muita gente”, afirma.

‘Saudade difícil de suportar’

 

Para o colega de profissão Vicente de Paula Romelli, Sidney era como “um irmão que nasceu em outra família”. O amigo descreve o professor como “aquele com o sorriso largo, de gargalhada forte e intensa”.

Segundo Vicente, Sidney era uma pessoa que vivia intensamente e seu sonho era conhecer o mundo. “Tinha pressa de viver tudo que podia. Queria conhecer o mundo e, se fosse possível, todas as pessoas que nele vivam. Sem saber do seu destino, tinha razão em viver assim”, diz.

“Nunca perdia a chance de fazer uma piada para arrancar sorrisos de quem estivesse por perto. Não perdia a chance de se divertir e fazer os outros se divertirem. Parecia ser essa sua missão nesta vida”, diz.


--Continua depois da publicidade--

“O que ficou foi uma saudade difícil de suportar. Seus pais perderam um filho único, insubstituível. Os seus alunos perderam muito mais do que um professor que lutava por uma educação de qualidade, perderam um mestre criativo e inovador. E todos aqueles que o conheceram perderam um verdadeiro amigo e irmão. A sensação é de que o mundo ficou um pouco mais triste para o céu ficar muito mais feliz”, afirma Vicente.

 

A Apeoesp publicou uma nota nas redes sociais lamentando a morte do professor, assim como muitos alunos, colegas de profissão e amigos.

“Seu legado será lembrado em todas as nossas lutas em prol da educação e da comunidade escolar daqui para a frente! Descanse em paz”, diz o post.

Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.
- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Agentes da Vigilância Sanitária passam por capacitação em Lucas do Rio Verde
julho 23, 2021
PARCERIA ENTRE CLUBES
Atleta da base do LEC ganha oportunidade em parceria com o Grêmio/RS
julho 23, 2021