21.3 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 30 outubro, 2020
Início MUNDO PF apura fraude em transferências suspeitas de domicílios eleitorais

PF apura fraude em transferências suspeitas de domicílios eleitorais

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em endereços de investigados – entre eles no gabinete de uma vereadora na Câmara Municipal de Pinhais.
Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (14) a Operação Fake Adress, com o objetivo de investigar transferências de domicílio eleitoral suspeitas, devido ao uso de comprovantes de endereços falsificados.

De acordo com os investigadores, há pelo menos 75 casos suspeitos identificado pela 188ª Zona Eleitoral de Pinhais, no Paraná que teriam se aproveitado do fato de a Justiça Eleitoral ter permitido, devido à pandemia, que transferências de domicílio eleitoral fossem feitas por meio do sistema eletrônico Titulonet.

Neste momento estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em endereços de investigados – entre eles no gabinete de uma vereadora na Câmara Municipal de Pinhais. Há, segundo a PF, evidências de que a estrutura dessa casa legislativa tenha sido usada para a prática de crime.

“Durante as investigações foi possível vincular tais pedidos a assessores de vereadora em exercício e candidata à reeleição”, informou por meio de nota a PF. Diante da situação, um inquérito policial foi instaurado em junho de 2020, após tratamento inicial dos requerimentos pelo Juízo Eleitoral, bem como pela análise e reunião de informações complementares pelo Ministério Público Eleitoral.

Segundo a PF, além de terem sido feitas transferências irregulares de domicílios, com utilização de documentação falsa, há indícios de que as multas eleitorais dos títulos com situação eleitoral irregular foram pagas pelos investigados.



Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Gosta de economia, assistir séries, filmes de ação e gosta de videogames. Editor no CenárioMT nos cadernos de Economia e Mundo, mas nem por isso deixa uma notícia regional em branco, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.
- Publicidade -

Últimas

Brasileiro sem carro acha mais seguro usar bicicleta durante pandemia

Pesquisa do Datafolha revelou que 38% dos brasileiros que não têm veículo próprio acreditam que a bicicleta é o meio mais seguro para se...

Lei que cria o programa Cidade Empreendedora é sancionada em Mato Grosso

Foi sancionada pelo governador Mauro Mendes a Lei nº 11.205, de 24 de setembro de 2020, de autoria do deputado estadual Thiago Silva (MDB), que...

Plano de turismo sustentável Águas do Araguaia beneficiará a economia da região

O plano de desenvolvimento do turismo sustentável Rota Águas do Araguaia-MT está proposto no Projeto de Lei n° 927/2020,  apresentado na terça-feira (27) pelo deputado...

Lei proíbe cobrança de taxas de instituições de ensino particulares em Mato Grosso

O governo do estado de Mato Grosso sancionou a Lei 11.234/2020, de autoria do deputado estadual Dr. João (MDB), que entrou em vigor no último...
x