21.7 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 25 outubro, 2020
Início MUNDO INTERNACIONAL Pandemia de Covid-19 no Brasil continua preocupante, alerta OMS

Pandemia de Covid-19 no Brasil continua preocupante, alerta OMS

Por G1

O diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, declarou nesta segunda-feira (3) que a situação do Brasil na pandemia de Covid-19 continua a ser “muito preocupante”.

“A situação no Brasil continua a ser muito preocupante, com muitos estados relatando alto número de casos. A contagem média diária é de 60 mil [novos] casos e mais de mil mortes por dia”, afirmou Ryan.

O diretor de emergências declarou que a única forma de resolver o problema, no Brasil e em outros países que estão em condições semelhantes, é suprimir a transmissão comunitária, com união das esferas de governo e das comunidades locais.

“Em todos os países, o governo precisa fazer sua parte, para detectar e isolar casos, rastrear contatos, quando possível, e criar condições nas quais a doença não pode se espalhar facilmente”, afirmou. “Isso é muito fácil de dizer, mas muito difícil de alcançar”, admitiu Ryan.

“Não há bala mágica aqui, como eu já disse antes. Isto vai requerer uma reprogramação, em muitos países, sobre como eles abordam a supressão deste vírus, como eles abordam a comunicação, o empoderamento e o engajamento com as comunidades”, disse.

“Alguns países realmente vão ter que dar um passo para trás agora e olhar como eles estão lidando com a pandemia em suas fronteiras nacionais. Eles estão fazendo todo o possível – politicamente, economicamente, medicamente – para suprimir o vírus e apoiar suas comunidades?”, questionou.

A líder técnica da OMS, Maria van Kerkhove, lembrou que a transmissão do vírus não costuma ocorrer de forma uniforme em todo o país. Ela afirmou, também, que o Brasil é um país de “tremendos recursos” e “tremenda vontade” no enfrentamento ao problema.

“Nós vimos, em alguns países que passaram por algo similar, que eles tentaram isolar o lugar onde está o maior problema e mobilizar os recursos para lá primeiro, se os recursos estão limitados”, disse van Kerkhove. “Nós sabemos que no Brasil há tremendos recursos, e há tremenda vontade para enfrentar esse problema.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que, no Brasil ou em outros lugares, a situação pode ser revertida.

“Nunca é tarde demais”, disse Tedros. “Eu gostaria de citar Martin Luther King: ‘o momento sempre é certo para fazer o que é certo’. Acho que o que podemos aprender com isso é: não devemos desistir. Qualquer coisa pode ser revertida. Nunca é tarde demais. No Brasil ou em outros lugares, a situação pode ser revertida”, disse.

Na sexta-feira (31), a OMS registrou um recorde de novos casos diários em todo o mundo: foram mais de 292 mil novas infecções em 24 horas.

No Brasil, a Covid-19, causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), já matou mais de 93 mil pessoas. Em julho, foi registrado o número mais alto de mortes em um mês desde o início da pandemia: 32.912. O mês foi o segundo consecutivo em que mais de 30 mil pessoas morreram por causa da doença no país.



Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas

Pós-graduandos relatam experiências em estágio no Governo do Estado

O estágio é na maioria das vezes a porta de entrada para o mercado profissional. Além de dar vivência e transformar teoria em ação...

Drogas são tiradas de circulação em seis bairros de Cuiabá e nove são detidos em flagrante

Policiais militares de quatro batalhões prenderam nesta sexta-feira (23.10) nove homens por tráfico de droga em seis bairros da capital. No São João Del Rey,...

Sábado (24): Mato Grosso registra 140.244 casos e 3.782 óbitos por Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (24.10), 140.244 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados...

Mato Grosso registra 45 feminicídios de janeiro a setembro

Mato Grosso registrou 45 feminicídios entre janeiro e setembro deste ano. O número é 36% maior do que o mesmo período do ano passado,...