31.8 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 30 junho, 2022
Publicidade
InícioMUNDOMétodo para identificar gravidade da Covid em pacientes infectados é desenvolvido pela...

Método para identificar gravidade da Covid em pacientes infectados é desenvolvido pela USP

Texto por G1

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) criaram um método que consegue prever qual será a gravidade da Covid-19 em pacientes infectados, por meio da análise do plasma sanguíneo.

O estudo, feito pelo Instituto de Química de São Carlos (IQSC), é o pontapé inicial para o desenvolvimento de um novo protocolo clínico que pode ajudar médicos e hospitais a identificar, logo nos primeiros dias de sintomas, quem deve receber cuidados diferenciados mais rapidamente, tornando-se uma importante ferramenta de triagem.


--Continua depois da publicidade--

A pesquisa foi publicada na revista científica internacional Journal of Proteome Research. A expectativa dos pesquisadores é que o novo método se torne um protocolo adotado pelos hospitais no futuro.

“Além da Covid-19, esse tipo de análise poderá ajudar a descobrir metabólitos marcadores de predição de severidade em outras infecções virais e auxiliar uma resposta mais rápida em futuras pandemias”, explicou o professor e coordenador da pesquisa, Daniel Cardoso.

Para validar a técnica, os pesquisadores planejam ampliar o número de amostras testadas e incluir novos grupos no estudo, como o de vacinados que contraem Covid-19 e englobar informações sobre gênero e idade nas estatísticas.

Estudo


--Continua depois da publicidade--

Durante o estudo, os pesquisadores descobriram que pacientes infectados pela Covid-19 apresentam variações na concentração de seis substâncias, chamadas de metabólitos, produzidas naturalmente pelo corpo humano e que são encontradas no sangue:

  • glicerol;
  • acetato;
  • aminoisobutirato;
  • formato;
  • glucuronato;
  • lactato.

Os especialistas observaram que, quanto maior era o desequilíbrio na quantidade desses metabólitos no início da infecção, mais graves os quadros de saúde das pessoas se tornaram.

“O que vimos em pacientes que evoluíram para casos graves de Covid-19 é que havia uma alteração mais acentuada na concentração desses compostos quando eles procuraram atendimento médico”, explicou a pesquisadora Banny Correia.

Rebeca Moraes
Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

SOLIDARIEDADE
Projeto Cozinhas Solidárias procura cozinheiros sociais em Lucas do Rio Verde
junho 30, 2022
Lucas do Rio Verde
Secretaria de Educação participa da Semana Nacional de Políticas sobre Drogas
junho 30, 2022
RECONHECIMENTO
Militares e civis são homenageados com títulos de cidadãos honorários de Lucas do Rio Verde
junho 30, 2022
ESQUEMA
Funcionário é preso por desvio de material de construção de loja em Lucas do Rio Verde
junho 30, 2022